Erasmo Dibell lança ‘Sarará Vol.2’, album que tem participação de Rita Benneditto e Fagner

46

Artistas são importantes desde início de sua carreira

Nesta sexta-feira, 27 de janeiro, chega nas plataformas digitais o segundo volume do álbum “Sarará”, que Erasmo Dibell lança em duas partes pela Saravá Discos. O Vol.1 foi lançado em novembro passado, com as participações especiais da cantora moçambicana Lenna Bahule, de Zeca Baleiro e dueto póstumo com Papete.

Erasmo Dibell é um dos artistas mais populares e um dos grandes compositores maranhenses surgidos a partir da primeira metade dos anos 90. “Sarará” traz uma amostra de seu trabalho, com novas canções e releituras de sua obra. O Vol.2 reúne cinco gravações inéditas e três já lançadas como single, que anteciparam o álbum.

Rita Benneditto e Erasmo Dibell dividem os vocais na  brejeira “Beijo na Boca”, que tem também a adesão do maestro Zé Américo Bastos no arranjo. Em seu início de carreira, no álbum “Pérolas Aos Povos” (1999), Rita deu voz a um dos maiores sucessos do conterrâneo, o reggae “Filhos da Precisão”, e colaborou para o alcance nacional da música.

Fagner também é figura importante para Erasmo, que relembra de um momento especial para o início de sua carreira: “Sempre conto em meus shows que Fagner foi imprescindível na minha opção de me tornar músico. Foi fundamental ouvi-lo interpretando ‘Noturno’, de Caio e Graco Silvio. Aquilo me impactou fortemente e, por conta disso, acabei optando por esse ofício. Agora, tempos depois, estou aqui tendo a felicidade de ter uma música de minha autoria gravada com a colaboração dessa figura que, para mim, é de uma importância que não consigo mensurar nesse processo artístico. Estou muito feliz com tudo o que vem acontecendo em torno desse lançamento”. Por sua vez, Fagner também ficou encantado com as composições de Erasmo. Apresentados por Zeca Baleiro, parceiro e amigo dos dois, Erasmo e Fagner também se aproximaram. Em breve, devemos ter outras novidades, os três já compuseram duas canções em parceria: “E ela não me deixou só” e “Besta Fera”.

Parceiros e amigos de longa data, Zeca Baleiro e Erasmo Dibell se reencontraram em maio de 2019, por ocasião da gravação do documentário musical “Maranhão – Ventos que Sopram”, de Neto Borges. Do reencontro nasceu uma nova canção, “São Nunca”, que faz parte do Vol.1, e a parceria para o lançamento do álbum “Sarará” pelo selo de Baleiro, Saravá Discos.

A arte do projeto é um dos últimos trabalhos com assinatura do artista plástico Elifas Andreato, o mago das capas de disco no Brasil, falecido em março de 2022.

Sobre Erasmo Dibell – Natural de Carolina (MA), o violonista, intérprete e compositor já foi gravado por vários artistas, entre eles Alcione, Gilmelândia, Maurício Mattar, Patrícia Costa, Rita Benneditto e Papete, que produziu seu primeiro disco solo, em 1993.

A diversidade de ritmos, o lirismo de sua poesia, o seu peculiar suingue ao violão, além do carisma pessoal e performance são os diferenciais que credenciam Erasmo Dibell a buscar espaço e reconhecimento na multifacetada música que se produz nos dias de hoje.

Erasmo Dibell lança “Sarará Vol.2”. A arte do projeto é um dos últimos trabalhos com assinatura do artista plástico Elifas Andreato. Ouça nas plataformas digitaisĺ

Sarará Vol.2

  1. Vidente (Erasmo Dibell)
  2. Juntinhos (Erasmo Dibell)
  3. Viagem de Novembro (Erasmo Dibell)
  4. Beijo na Boca feat Rita Benneditto (Erasmo Dibell e Ronaldo Pinheiro)
  5. Tudo de Bom (Erasmo Dibell)
  6. Reclame feat Fagner (Erasmo Dibell)
  7. Desvelo  (Erasmo Dibell)
  8. Refresco de Memória (Erasmo Dibell)
  • Mixado por Walter Costa e Masterizado por Leonardo Nakabayash (Shina), exceto “Beijo Na Boca”, Mixada e Masterizada por Zé Américo Bastos.
  • Arranjos de “Beijo Na Boca”, “Vidente”, “Viagem de Novembro”, “Tudo de Bom”, “Desvelo”, “Reclame” e “Refresco de Memória”: Marcelo Rebelo, Moisés Mota e Erasmo Dibell.
  • Arranjos de “Juntinhos”: Zeca Baleiro e Adriano Magoo.
  • Arranjo Adicional de “Beijo Na Boca”: Zé Américo Bastos.
  • Gravado nos Estúdios: Audio-Track (São Luís), Outra Margem (São Paulo) e Três, Quatro Valendo (Brasília).
  • Produzido por Erasmo Dibell e Zeca Baleiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui