Nas cobranças de pênaltis, São Paulo derrota Fortaleza e avança na Copa do Brasil

0
208

Tricolor paulista abriu vantagem de dois gols, mas viu o Leão empatar nos acréscimos do segundo tempo

Depois do 3 a 3 no jogo de ida das oitavas, São Paulo e Fortaleza se reencontraram no Morumbi, na noite deste domingo (25), e protagonizaram mais um confronto de tirar o fôlego, que terminou com uma nova igualdade, dessa vez por 2 a 2. Nos pênaltis, mais emoção e o time da casa levou a melhor por 10 a 9. 

Querendo fazer valer o mando de campo, o São Paulo foi melhor durante o primeiro tempo. As chances do time da casa começaram com Gabriel Sara, aos nove. E já na segunda tentativa Brenner abriu o placar. Após cruzamento na área, o atacante aproveitou a sobra e de voleio anotou um golaço no Morumbi, aos dez.

O Tricolor paulista seguiu controlando as ações. Aos 23, foi a vez de Igor Gomes levar perigo à meta adversária. Na sequência, Gabriel Sara fez boa jogada pela esquerda e tocou para Luciano, o camisa 11 mesmo desequilibrado bateu rente à trave. Do outro lado, o Fortaleza arriscou sua primeira finalização, aos 39 minutos, com David. 

Precisando do empate para seguir sonhando com a vaga na próxima fase, o Fortaleza voltou mais agressivo para o segundo tempo. Em contra-ataque veloz, aos 12, o Leão assustou com Gabriel Dias, mas Tiago Volpi salvou o time da casa. Dois minutos depois, Felipe foi quem teve a chance e novamente o goleiro são-paulino evitou o gol.

Os visitantes seguiram insistindo no ataque e Volpi seguiu brilhando debaixo do poste. Aos 20, o arqueiro apareceu duas vezes após finalização de David. E se quem não faz, leva. O São Paulo precisou de uma oportunidade para ampliar a contagem. Em mais uma sobra dentro da área, Brenner novamente mostrou oportunismo e qualidade para fazer 2 a 0, aos 26. 

O gol sofrido não desanimou o Fortaleza, que nove minutos depois, também balançou as redes. Yuri César aproveitou uma bobeira da defesa adversária e tocou para David bater na saída do goleiro. Os visitantes continuaram acreditando no empate e não desistiram. Até que, aos 46, a persistência cearense foi coroada. Juninho cruzou na área e Roger Carvalho apareceu livre para deixar tudo igual e levar a decisão para os pênaltis.

Penalidades – Com a bola na marca da cal, o São Paulo teve 100% de aproveitamento e converteu as dez cobranças com Reinaldo, Tchê Tchê, Daniel Alves, Pablo, Vitor Bueno, Tiago Volpi, Bruno Alves, Arboleda, Diego Costa e Léo. Além de balançar as redes, Volpi defendeu a penalidade de Gabriel Dias e sacramentou a classificação do time da casa. 

(Da CBF com foto de Bruno Uilivieri/AGIF)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação