Nas cobranças de pênaltis, São Paulo elimina o Ceará e avança à semifinal da Copa Sul-Americana

0
166

Tricolor perdeu no tempo normal por 2 a1

Nos pênaltis, o São Paulo superou o Ceará por 4 a 3 e está na semifinal da Copa Sul-Americana. Na noite de quarta-feira (10), no Castelão, em Fortaleza (CE), o time paulista perdeu no tempo normal por 2 a 1, mas, como havia vencido no Morumbi, por 1 a 0, levou a decisão aos pênaltis.

Classificado, o São Paulo encara na próxima fase o Atlético de Goiás, que eliminou o Nacional do Uruguai. As datas dos confrontos ainda serão definidas pela Conmebol. Porém, por ter melhor campanha, o time paulista fará o jogo da volta no Morumbi.

Querendo sair com pelo menos um gol na primeira etapa, o Ceará iniciou a partida tentando fazer uma pressão. Com essa postura, a primeira chance veio aos três minutos, com chute de Mendoza, defendido por Felipe Alves. O gramado ruim do Castelão prejudicava o jogo das duas equipes. Os donos da casa continuavam a frequentar a área do São Paulo, mas não conseguiam uma finalização que levasse perigo.

O São Paulo soube conter o ímpeto inicial do Ceará e aos poucos foi equilibrando a partida. Igor Vinicius fez grande jogada e rolou para Galoppo, que finalizou rente à trave de João Ricardo. Depois, em jogada ensaiada de escanteio, Reinaldo ergueu na área e Miranda se antecipou, mas cabeceou por cima do gol. Atrás dele, Calleri estava livre e em melhores condições de finalizar.

Os minutos de equilíbrio duraram pouco. Na reta final, o Ceará voltou a subir suas linhas e armou outra pressão. Aos 38, Lima, chegou a balançar as redes, mas estava em posição irregular. O time cearense continuava a rondar a área e conseguiu abrir o placar com Mendoza, empatando o duelo no placar agregado. Após bela trama no ataque, Richardson cruzou na medida para Mendoza, que atrás de Igor Vinicius, cabeceou para o gol. A bola chegou a pegar na trave antes de entrar.

Na segunda etapa, o São Paulo retornou a campo disposto a empatar e levar a vaga no tempo normal. E logo aos oito minutos, Igor Vinicius deixou tudo igual no Castelão.

O lateral, atuando como ala, começou a jogada para receber um belo passe de Calleri. A bola parecia estar saindo do seu controle, mas, de carrinho, ele colocou por baixo das pernas de João Ricardo.Porém, a euforia durou pouco.

O Ceará não se intimidou com o gol e se lançou ao ataque. Lima, aos 11, obrigou Felipe Alves a trabalhar. E, aos 18, Guilherme Castilho colocou os cearenses na frente novamente. O volante pegou um belo arremate de fora da área, e mandou no cantinho do goleiro.

O gol animou os mandantes, que quase ampliaram com Mendoza. O colombiano recebeu passe de Fernando Sobral e finalizou cruzado, passando tirando tinta da trave. Sem se exporem muito, os times foram diminuindo o ritmo, prevendo uma disputa de pênaltis.

Nos pênaltis, Calleri, Luciano e Diego Costa anotaram para o São Paulo, enquanto Igor Vinicius parou na trave e Igor Gomes teve a sua cobrança defendida por João Ricardo. Do lado do Ceará, Victor Luis, Matheus Peixoto e Erick foram às redes, Guilherme Castilho parou em Felipe Alves e Vina mandou por cima do gol.

Nas alternadas, Fernando Sobral mandou para fora e coube a Patrick marcar a última penalidade, colocando o São Paulo na semifinal da Copa Sul-Americana.

(Da FPF com fotos da Conmebol)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação