Substância encontrada em Bruno Henrique não se caracteriza como doping

0
556

O Flamengo foi abalado nesta sexta-feira (13) por uma notícia que poderia comprometer as conquistas deste ano: o atacante Bruno Henrique teria sido pego no doping, mas a informação, segundo Pedro Henrique Torres, da ESPN, não se confirma.

De acordo com a informação, o atacante teria sido flagrado pela substância brinzolamida, mas ela não é considerada doping, já que seu uso oftalmológico é permitido. O jogador do Flamengo utiliza um colírio a base dessa substância por conta de uma lesão do olho, que sofreu quando ainda estava no Santos.

No ano passado, quando representava a equipe santista, Bruno Henrique sofreu cinco lesões diferentes no olho direito após tomar uma bolada contra o Linense na estreia do Campeonato Paulista, e precisou passar por cirurgia e, desde então, usa o colírio como tratamento.

ESPN.com.br apurou que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) está ciente sobre o uso do colírio por Bruno Henrique e o “resultado analítico adverso” foi obtido na vitória do Flamengo por 4 a 1 sobre o Vasco, em Brasília, no primeiro turno e não na partida empatada em 4 a 4 no segundo turno, como informado.

A substância é relacionada em todo exame antidoping feito pelo atacante e, em 14 de novembro, clube e jogador receberam o comunicado definitivo dando o caso como encerrado.

(Com informações da ESPN)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação