Estrada de Ferro Carajás movimenta 156 milhões de carga

0
968

A Estrada de Ferro Carajás (EFC) movimentou 156,6 milhões de toneladas (Mt) de minério de ferro e carga geral em 2016, um acréscimo de 16% em relação ao ano anterior. O minério de ferro foi o principal produto transportado pela ferrovia, totalizando 151,8 milhões de toneladas no período. Somente no quarto trimestre de 2016 (4T16) foram mais de 41 milhões de toneladas movimentadas pela ferrovia.

Pela EFC também circula o Trem de Passageiros, que em 2016 transportou mais de 290 mil pessoas. O serviço de transporte ferroviário de passageiros oferecido pela Vale atende às populações de 27 municípios, sendo 23 no Maranhão e quatro no Pará.

No Terminal Marítimo de Ponta da Madeira (TMPM) foram embarcadas 148,9 milhões de toneladas de minério de ferro em 2016, um acréscimo de 19% em relação ao ano anterior. Para suportar as operações locais, a Vale desembolsou (entre custeio e investimento) um total de US$ 1,4 bilhão no Maranhão em 2016. Desse montante, US$ 57,7 milhões foram destinados à área socioambiental no período.

A produção de minério de ferro da Vale atingiu o recorde de 348,8 Mt em 2016, ficando 3,0 Mt acima de 2015, devido, principalmente, à melhor performance operacional das minas e plantas do Sistema Norte.

Carajás, no município de Parauapebas, teve produção recorde de 148,1 Mt em 2016, o que representa um aumento de 18,6 Mt (14,3%) em relação a 2015, principalmente devido à performance operacional acima mencionada e ao start-up com sucesso da mina e planta de S11D no 4T16.

Expansão – O start-up ( o início de operação do Complexo S11D Eliezer Batista) foi iniciado com sucesso no 4T16 ( em dezembro passado), com minério sendo alimentado nos dois sistemas móveis de britagem e transferido, através do sistema de correias transportadoras, para a planta de processamento localizada a 9 km da mina. O minério processado foi empilhado no pátio e carregado nos trens com destino ao Terminal Marítimo de Ponta da Madeira. Os embarques iniciaram-se em janeiro de 2017 com minério blendado de S11D com outras minas do Sistema Norte.

A duplicação da Estrada de Ferro Carajás (EFC) alcançou 60% de avanço físico, com 291 km de ferrovia entregues no trimestre. O porto off-shore teve seu start-up no 4T16, tendo carregado 11 navios até janeiro, sendo 2 Valemax com 400.000 t de capacidade cada.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação