Estudantes da rede pública estadual participam do Jovens embaixadores

5

Ambos os alunos são do interior do Estado

Nesta segunda-feira (15), os estudantes da rede estadual Nicolle Sericov Souza e Kauê Derval Gonçalves Alves, deram início à jornada para participar do Programa Jovens Embaixadores 2024, que acontece nos Estados Unidos, de 20 de janeiro a 03 de fevereiro.

Para esta edição do programa, foram selecionados 46 alunos da rede pública – com representantes de todos os estados do país.

“Mais uma vez a educação do Maranhão será representada fora do país. Estamos felizes e cheios de perspectivas quanto ao aprendizado, experiência e bagagem cultural que serão adquiridos durante esse intercâmbio”, pontuou Anderson Lindoso, secretário de Estado da Educação em exercício. 

Os representantes maranhenses moram no interior do estado: Nicolle Sericov Sousa, por exemplo, estuda no Centro Educa Mais Amaral Raposo, localizado no município de Grajaú; já Kauê Derval Gonçalves Alves é estudante do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) de Bacabal.  

“Fui selecionada pelo programa na terceira tentativa e está sendo muito significativo, porque a edição deste ano é comemorativa, simboliza o bicentenário das relações entre o Brasil e os Estados Unidos. Estou super animada e cheia de expectativas com o que vamos vivenciar”, declarou Nicolle Serigov.

Programação – A programação começa com uma orientação pré-partida em São Paulo, e no dia 19 de janeiro, embarcam para Washington, D.C., onde participarão de várias atividades, como oficinas sobre liderança e empreendedorismo, projetos de impacto social, reuniões com representantes do governo, visitas a escolas da região e farão apresentações sobre o Brasil e seus estados.

Após uma breve passagem pela capital, Washington, eles serão divididos em grupos menores e cada um seguirá para uma das seguintes cidades: Kalamazoo, Michigan; Pensacola, Florida; e Tulsa, Oklahoma, como parte do programa. O intercâmbio é patrocinado pela Embaixada e Consulados dos EUA no Brasil.

Depois disso, nos estados-anfitriões já citados, os estudantes serão hospedados por uma família voluntária e terão a oportunidade de vivenciar a cultura e o dia a dia dos americanos.

“Viajar para os Estados Unidos sempre foi um sonho. A minha expectativa é que com esse intercâmbio eu crie uma conexão maior com o inglês norte-americano, que eu conheça pessoas de diferentes lugares, diferentes culturas e que ao final, tudo isso se transforme em conhecimento e boas experiências que me darão suporte nas próximas etapas da minha vida”, diz o estudante, Kauê Derval.

Sobre o programa – O programa Jovens Embaixadores seleciona estudantes da rede pública de ensino que pensam criativamente e estão engajados em iniciativas com o objetivo de beneficiar não somente a si próprio, mas também à sua comunidade.

As ações empreendedoras desses jovens têm como foco inclusão social, educação, cultura, crédito comunitário, mobilidade urbana, igualdade de gênero e raça, meio ambiente, empoderamento jovem, necessidades especiais, cooperativas em geral, entre outras. 

Criado pela Embaixada dos Estados Unidos no Brasil em 2003, o programa conta com o apoio institucional do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), das Secretarias Estaduais de Educação, e da rede de Espaços Americanos. O programa é implementado em todos os países do continente americano e conta, ainda, com um programa inverso para jovens norte-americanos representarem os EUA na América Latina. Em 22 anos de existência, 798 jovens brasileiros de todo o Brasil já participaram do programa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui