Explosão no metrô de Londres deixa pelo menos 18 feridos

0
519

Dezoito pessoas foram hospitalizadas nesta sexta-feira (15) com ferimentos causados pela explosão de um artefato em um trem do metrô de Londres. Vários passageiros sofreram queimaduras e cortes,  informaram os serviços de emergência. Os ferimentos dessas 18 pessoas não são graves.

A explosão, seguida de incêndio, foi provocada por um recipiente branco que estava dentro de uma bolsa de supermercado, em um vagão de um trem com capacidade para 865 passageiros.

O fato ocorreu na estação de Parsons Green, no trecho externo da linha District Line, que foi suspensa parcialmente, entre as estações de Wimbledon e Earls Court.

Um passageiro, identificado como Lucas, disse à BBC que escutou uma explosão muito forte e que viu “pessoas com ferimentos leves, queimaduras no rosto, braços e pernas”.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, presidirá à tarde uma reunião do comitê de emergência Cobra, formado pelos principais ministros do governo.

A polícia disse que trata o ocorrido como um “incidente terrorista”, que provocou uma “bola de fogo” em um trem repleto de passageiros

Passageira do metrô de Londres fica ferida em explosão - Divulgação Agência EFE

Terrorismo – O caso é tratado como ato terrorista pela polícia do Reino Unido, informou a Scotland Yard. A explosão ocorreu às 8h21 (horário local, 4h21 de Brasília) em um trem da linha District Line, que se dirigia para o centro da capital britânica.

O ministro das Relações Exteriores do Reino Unido, Boris Johnson, pediu que a população tenha “calma” e ressaltou a importância de “não especular” sobre a natureza da explosão ocorrida na estação Parsons Green.

Em comunicado à imprensa, o chefe da diplomacia britânica disse que a informação disponível é “limitada” e pediu que a população continue com sua vida normal. “Tenho medo que a informação seja limitada e é realmente importante não especular neste momento. Obviamente, todo o mundo deveria manter a calma e continuar com sua vida normalmente”, disse o ministro.

Um porta-voz da residência oficial de Downing Street disse que a primeira-ministra britânica, Theresa May, está recebendo informações sobre a situação em Parsons Green.

A estação foi fechada e a linha District Line está suspensa, enquanto os serviços de emergência estão no local para ajudar no atendimento dos feridos. Segundo imagem divulgada pela imprensa local, um recipiente branco explodiu em um dos vagões.

(Agência EFE)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação