Exposição fotográfica na OAB lembra os cem anos da Faculdade de Direito da UFMA

0
649

Uma exposição fotográfica que resgata a trajetória histórica do curso de Direito da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), tendo como curador o desembargador do Tribunal de Justiça do Maranhão Cleones Cunha, foi aberta nesta quarta-feira (25), na sede da OAB, com a presença de personalidades da comunidade jurídica maranhense.

Como curador da exposição, o desembargador Cleones Carvalho Cunha falou da alegria e honra de ter vivido e acompanhado a trajetória do curso de Direito, seja como aluno, seja como professor universitário. “Ingressei no curso de Direito aos 17 anos e, após minha graduação, me tornei professor do mesmo aos 24 anos, o que me deixa muito honrado, por fazer parte da minha vida e ser uma referência importante na minha carreira jurídica”, pontuou o desembargador.

De acordo com o desembargador Cleones Cunha, mais de 90% dos membros da magistratura maranhense são egressos da Faculdade de Direito do Maranhão. “É imensurável a contribuição do curso de Direito da UFMA para a Justiça e a sociedade, nesses 100 anos de existência”, afirmou.

O pesquisador Leopoldo Vaz disse que a iniciativa da mostra fotográfica foi do professor João Batista Ericeira e o convite ao desembargador Cleones Cunha para ser o curador da exposição se deu pela sua trajetória profissional, na seara jurídica, e os fortes laços com o curso de Direito da Universidade Federal.

“A pesquisa foi desenvolvida durante um ano e meio, resgatando fotos e textos de jornais da época sobre a história da Faculdade de Direito até 1941”, explicou.

 

Resultado de imagem para faculdade de direito maranhão.iphan

O diretor-geral da Escola Superior de Advocacia da OAB, professor e advogado, João Batista Ericeira, falou da satisfação de ter colaborado efetivamente para a viabilização da exposição sobre uma instituição importante para a história do Maranhão.

“A ideia de criar a Faculdade de Direito partiu de um grupo liderado por Fran Paxeco, cônsul de Portugal no Maranhão (maior autoridade da época), e o Domingos Perdigão que era diretor da Biblioteca”, registrou o professor.

João Batista Ericeira ressaltou o importante papel da Associação Comercial do Maranhão na criação do curso. “A Associação disponibilizou os recursos financeiros para a compra do prédio onde a Faculdade de Direito foi instalada. Em reconhecimento a essa iniciativa, vamos prestar uma homenagem à entidade empresarial, encerrando no seu auditório a exposição”, destacou.

O presidente da seccional maranhense da Ordem dos Advogados do Brasil, Thiago Diaz, disse que “festejar o centenário do curso de Direito com uma exposição, na sede da entidade de maior referência da advocacia, é motivo de orgulho para a classe, que possui vínculos históricos com o curso de Direito da Universidade Federal do Maranão”, finalizou.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação