Facebook teria negociado com bancos acesso a contas de clientes

0
511

A rede social Facebook teria negociado com os principais bancos dos Estados Unidos no ano passado a possibilidade de compartilhar os dados das contas bancárias de seus usuários, com o objetivo de expandir sua gama de funções, informou o The Wall Street Journal na segunda-feira (06).

“O Facebook quer ser cada vez mais uma plataforma onde as pessoas compram e vendem produtos e serviços além de se comunicarem com seus amigos”, diz uma das fontes citadas pela mídia, segundo a qual durante o ano passado a empresa fundada por Mark Zuckerberg discutiu com entidades bancárias como o JPMorgan Chase & Co., o Wells Fargo & Co., o Citigroup Inc. e o US Bancorp “as possíveis características para os clientes desses bancos que a rede social pode oferecer no Facebook Messenger”.

Segundo o jornal, essa é uma função que mostraria aos usuários o saldo de sua conta bancária e os avisaria de possíveis tentativas de fraude cometidas contra sua conta. Outra fonte relata que o Facebook também pediu aos bancos para compartilhar dados sobre os locais onde seus clientes fazem compras.

No entanto, a mídia dos EUA diz que um representante da empresa afirma que o Facebook não planeja usar as informações bancárias dos usuários para fins promocionais.

Nesse sentido, um dos bancos teria parado de negociar essa questão com a rede social por medo de vazamento de dados, afirma a mídia norte-americana. Ele também enfatiza que os bancos não tendem a compartilhar seus dados com outras empresas porque querem que seus clientes usem seus próprios aplicativos. Outras empresas, como o Google e a Amazon, realizaram tentativas similares de promover seus aplicativos bancários em seus assistentes virtuais Google Assistant e Alexa, respectivamente.

(Agência Sputinik)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação