Federação das Indústrias levará empresários maranhenses à China e Dubai

0
635

A Federação das Indústrias (Fiema) lançou nesta quinta-feira (03) uma missão empresarial à China e Dubai, viagem de negócios prevista para o período de 9 a 21 de novembro, com foco no estreitamento de relações comercias entre os países e empresas maranhenses, nos mais diversos segmentos. Na viagem, os empresários vão visitar feiras, fazer visitas técnicas e participarão de rodadas de negócios nas cidades de Dubai e Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, e em Xangai, Shenzhen e Suzhou, na China.

“Nossa intenção é superar as expectativas da primeira missão, realizada no ano passado, a qual, muitos empresários que estão aqui, testemunharam o sucesso. Além disso, nosso objetivo é fortalecer o associativismo para superar os gargalos que temos em nosso país, oportunizando e colocando nossas empresas em condições de competitividade com o mercado internacional”, diz o presidente da Fiema, Edilson Baldez

Segundo o secretário de Indústria e Comércio (Seinc), Expedito Júnior, parceiro da missão, a primeira viagem à China foi de conhecimento do país e de pesquisa de oportunidades e esta será mais ampla, com foco em tecnologia e inovação. “Nossa intenção é fazer um intercâmbio cultural e de negócios, conhecer novos mercados para que o empresário maranhense tenha mais oportunidades de divulgar sua empresa. A Fiema é correalizadora do projeto, e junto com a China Trade Center, ajustou os itinerários e todo o roteiro dessa viagem”.

Construção – Entre as atividades programadas para serem desenvolvidas na China e Emirados Árabes, há itinerários específicos de interesse do segmento da construção civil, a exemplo de visitas à cidade planejada de Masdar City, em Abu Dhabi, onde serão apresentadas aos alternativas em construção sustentável, com visitas técnicas a edifícios ícones, construções inteligentes, construções verdes, entre outras.

Heitor Fiorotto, da China Trade Center, Edilson Baldez, da Fiema e Expedito Junior, da Seinc

Para o empresário do ramo da construção Pedro Araújo, que integrou a primeira missão, a ideia é efetivar negócios na segunda viagem. “Fomos surpreendidos pelo gigantismo da China, é um lugar onde todas as tendências podem ser observadas, é um país aberto, com facilidades para fazer negócios. Agora estamos indo pela segunda vez, já sabendo o que vamos encontrar e esperamos que, mais uma vez, a viagem supere nossas expectativas”.

Fiema – Além de trabalhar em conjunto com instituições governamentais e não governamentais na organização de missões de grupos de empresários ao exterior, a Federação das Indústrias atua, pela via de seu Centro de Internacionalização de Negócios (CIN), viabilizando que empresas maranhenses conheçam destinos que a Federação identifica como potenciais para novos negócios.

No ano passado, ela recebeu uma premiação pelo projeto “Esteira de Internacionalização de Empresas”, classificando-se em 4º lugar entre as ações mais inovadoras do país, segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI). O projeto integra o programa Maranhão for Business, realizado pelo CIN, que busca promover a competitividade global das indústrias maranhenses e estreitar relações da base industrial com as instituições promotoras do comércio exterior no Maranhão e no Brasil.

Entre as missões empresariais, institucionais e de negócios já organizadas, está a ida da indústria de bebidas Psiu aos Estados Unidos, para a feira Summer Fancy Food, em Nova York; a viagem de negócios do Sindicato das Indústrias de Malharia e de Confecções de Roupas em Geral do Estado do Maranhão (Sindvest) à Paris Fashion Week, na qual uma estilista maranhense foi condecorada com o Prêmio Tiffany, de Estilista Revelação do Ano 2017; assim como o apoio à empresa Quadrante para exposição de móveis maranhenses em uma feira na Itália. Além disso, o CIN já promoveu visitas institucionais ao Canadá e aos Estados Unidos, assim como à Cingapura e ao Panamá para feira de logística.

Somado a isso, a entidade tem recebido, nos últimos anos, diversos representantes da Liga Árabe, Nigéria, Moçambique, Alemanha, Taiwan, Bélgica, Holanda com o objetivo de estreitar relações comerciais com empresas maranhenses, promover troca de tecnologia e atrair investimentos estrangeiros ao Maranhão.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação