Fiema e Alumar apresentam a fornecedores locais projeto para retomada da produção de alumínio

259

Com investimento inicial de R$ 400 milhões, serão gerados mais de 2.300 empregos diretos com a retomada da produção 

A Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema) e o Consórcio de Alumínio do Maranhão (Alumar) estão planejando uma rodada de negócios com fornecedores locais, após a multinacional anunciar, semana passada, a retomada de mais uma linha de produção de alumínio no estad. Com o investimento inicial para reativação da fábrica, que seria de R$ 400 milhões, vai para R$ 910 milhões.

A rodada de negócios da Fiema e Alumar será coordenada pelo Programa de Desenvolvimento de Fornecedores do Maranhão (PDF), que tem a multinacional como uma das cinco empresas mantenedoras, sob a gestão da Fiema.

A agenda para realização da rodada de negócios foi debatida pelo presidente da FIEMA, Edilson Baldez e pelo diretor da multinacional Helder Teixeira. Com a retomada de mais uma linha de produção a empresa vai gerar mais de 2.300 empregos diretos.

Formação – Na semana passada, o Serviço Nacional da Indústria (SENAI) e a Alumar selaram uma parceria para o Projeto Mulheres na Redução Alumar, que formará 50 mulheres para o setor de operação do Smelter. Elas iniciarão as atividades em abril deste ano.  

A Gestora de RH, Raiane Oliveira disse que a escolha do Senai na formação dessas mulheres se deve à competência histórica que o Senai conquistou como um centro de educação profissional.

“Valorizamos a oferta de um bom ensino e, ao longo dos anos de parceria, o Senai tem demonstrado muito comprometimento com a formação dos seus alunos, o que, consequentemente, impacta na qualidade dos profissionais que se apresentam.”

Durante a reunião foram alinhados prazos e tomadas de providências para a elaboração de cronograma de atividades do projeto de formação das 50 mulheres que serão selecionadas a partir do banco de ex-alunas formadas pelo Senai.

Os cursos de formação requisitados pela Alumar serão na área de operador de processo em alumínio (OPMA) e técnico em eletromecânica com previsão de início para a segunda quinzena de fevereiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui