Flamengo e Vasco empatam em jogo polêmico no Mané Garrincha em Brasília

0
510

Flamengo e Vasco duelaram pela quarta rodada da Taça Rio na noite deste domingo (26) e empataram em 2 a 2 no Mané Garrincha. O Rubro-Negro saiu atrás, mas com cabeceio certeiro de Arão e golaço de fora da área de Berrío virou para 2 a 1. Mas no último minuto da partida, o juiz marcou pênalti e na cobrança o adversário deixou tudo igual.

Único invicto no Carioca e dono da melhor campanha do campeonato, o Flamengo já entrou em campo classificado às semifinais do estadual, vaga garantida com a vitória sobre o Bangu, na terceira rodada.

O jogo – O Vasco começou pressionando e abriu o placar aos 15 minutos, com Yago Pikachu. Depois do gol sofrido e da parada técnica, o Flamengo cresceu na partida e aumentou seu volume ofensivo. Aos 27 minutos, a partida ficou paralisada por alguns minutos devido a uma queda de energia que deixou o estádio Mané Garrincha às escuras.

Antes do apagar das luzes, Mancuello criou uma das melhores chances do Rubro-Negro até então, com chute por cima do travessão. Aos 40 minutos, o argentino voltou a levar perigo ao goleiro Jordi, em cobrança de falta que passou perto do poste direito cruzmaltino.

A maior oportunidade do Flamengo de abrir o placar veio apenas no último minuto do primeiro tempo: Pará invadiu a área, driblou e cruzou quase rasteiro, já próximo à linha de fundo; a bola passou por Damião e Mancuello e nenhum dos dois alcançou a bola.

Na segunda etapa, o jogo começou movimentado. Aos 8, Luis Fabiano foi expulso depois de tomar dois cartões amarelos na mesma jogada: um por falta dura em Márcio Araújo e outro por enfrentar o árbitro na reclamação do lance.

Com um homem a mais e já com maior volume de jogo desde o primeiro tempo, o Flamengo não demorou a deixar tudo igual. Depois de um gol anulado de Réver, aos 10, por impedimento, Mancuello cobrou escanteio, aos 14, e Willian Arão subiu mais alto que todo mundo para cabeceou como manda o figurino e balançar a rede.

A virada chegou com Berrío, aos 19 minutos. O colombiano acertou um chute de rara felicidade, à direita da entrada da área e deixou o Mengão à frente no marcador: 2 a 1. Mas já nos acréscimos, o juiz marcou pênalti para o Vasco, que empatou na cobrança.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação