Flávio Dino apela aos derrotados para que aceitem o resultado das urnas sem violência

0
743

Para Dino quem se sentir prejudicado deve ir à Justiça

AQUILES EMIR

Usando como exemplo o presidente norte-americano, Donald Trump, o governador Flávio Dino (PCdoB), ao votar na manhã deste domingo (15), em São Luís, apelou para os derrotados nas urnas aceitarem, sem violência, o resultado das urnas, mas quem se sentir prejudicado deve recorrer à Justiça.

“Ao votar, na manhã de hoje, fiz uma conclamação para os candidatos e candidatas nas 217 cidades do Maranhão: que todos aceitem os resultados das urnas SEM VIOLÊNCIA. E que eventuais prejudicados recorram ao Poder Judiciário, instância adequada à solução de conflitos”.

No vídeo postado junto ao texto, o governador critica Trump por questionar o resultado da eleição nos Estados Unidos. 

Em 2008, quando perdeu para João Castelo, a eleição em São Luís, e em 2010, quando foi derrotado para governador por Roseana Sarney, Flávio Dino também foi à Justiça questionar o resultado, como fez Trump e como recomenda agora a quem não gostar do resultado.  

O governador não manifestou o voto, mantendo a neutralidade prometida no sábado (14), já que estão na disputa pela Prefeitura da capital quatro ex-auxiliares: Bira do Pindaré (PSB), ex-secretário de Ciência e Tecnologia; Duarte Júnior (Republicanos, ex-presidente do Procon; Neto Evangelista (DEM), ex-secretário de Desenvolvimento Social; e Rubens Júnior (PCdoB), ex-secretário de Ciência e Tecnologia.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação