Denunciada por licitações suspeitas volta a ocupar cargo no Estado

0
1394

O governador Flávio Dino (PCdoB) anunciou nesta quinta-feira (05) mais uma alteração na equipe de auxiliares no Estado, com remoção de troca de posições no primeiro e no segundo escalões.

Com as alterações, o ex-delegado-geral da Polícia Civil Lawrence Melo Pereira passou a ocupar a presidência da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) e o ex-titular do órgão, José Artur Cabral Marques, assume a presidência da Companhia Maranhense de Gás (Gasmar).

Na Secretaria de Estado da Mulher, a ex-deputada federal Terezinha Fernandes (foto) assume o cargo, em substituição a Laurinda Pinto.

Denunciada – A nova secretária da Mulher foi denunciada em 2012, pelo Ministério Público Federal por um suposto esquema de montagem de licitações das secretaria estaduais do Trabalho e Economia Solidária (Setres) e de Desenvolvimento Social do Maranhão (Sedes) com as empresas Solar Consultoria de Eventos e Instituto Sinergia Gestão e Cidadania. Os convênios, firmados com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), totalizaram quase R$ 3 milhões.

A denúncia trata de supostas fraudes em 2006 e 2007, durante a gestão de Terezinha como secretária da Setres. Além dela, também foram denunciados o presidente da Comissão Permanente de Licitação (CPL), Júlio Gonçalves Simões, o assessor de planejamento, Marcelino Santos de Amorim, e os proprietários das empresas vencedoras das licitações fraudulentas, João de Jesus Costa e Ana Paula Soares Silva, da Solar, e Gilberto Freire Santana, do Instituto Sinergia.

O governador não deu justificativas para mais esta troca na sua equipe.
Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação