Flávio Dino quer confrontar seu governo com os quatro de Roseana

0
1021

AQUILES EMIR

Na entrevista concedida ao jornalista Adalberto Melo, no Bom Dia, Maranhão da TV Difusora desta segunda-feira (22), o governador Flávio Dino (PCdoB) declarou que gostaria de ter a oportunidade, na campanha eleitoral deste ano, de poder comparar os seus quatro anos de governo com os 13 anos da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) para se saber quem fez mais pelo Maranhão. Roseana governou o Maranhão de janeiro de 1995 a a março de 2002) e de (abril de 2009 a 2014), ou seja, 13 anos.

Flávio Dino disse ainda que não sabe quais serão seus adversários, “podendo haver até um consórcio de candidaturas” para derrotá-lo, mas está pronto para o embate, “venha quem vier”, contudo deixando claro que o seu desejo seria um novo confronto com a antecessora, que o derrotou em 2010. Segundo ele, sua expectativa é que seja uma campanha limpa, “sem baixarias”, mas não está certo de que isto ocorrerá, pois seus adversários estariam muito incomodados e prontos para usar quaisquer meios para reconquistar o poder.

Indagado se as pesquisas de três institutos que lhe dão uma folgada margem de vantagem em relação aos seus adversários (outras duas apontam empate técnico) dão uma tranquilidade, observou que não é homem de ficar acomodado, tanto que nestes três anos trabalhou intensamente para tentar reverter o quadro caótico em que encontrou o Maranhão, situação que certamente desestimularia qualquer outro governante.

Lembrado que os adversários dizem que boa parte das obras que inaugurou, na verdade, foi iniciada na gestão passada, exemplificou os hospitais para dizer que uma unidade de saúde não se resume a prédios, mas também a investimentos em equipamentos, laboratórios, contratação de pessoal etc, e isto teria sido a sua parte para colocar em funcionamento alguns hospitais recebidos.

Realizações – Quando perguntado de qual realização mais se orgulha, Flávio Dino disse que seria difícil eleger uma obra isoladamente, pois prefere analisar o conjunto do seu trabalho, entretanto o que fez na Educação lhe deixa muito feliz, pois cuida do ensino fundamental ao universitário, através do Escola Digna, que substitui colégios de taipa e palha por de prédios de alvenaria e telha, bem como reforma escolas do ensino médio e até criação da Universidade Estadual da Região Tocantina (Uema Sul).

De acordo com o governador, não há um setor em que não tenha trabalhado com afinco, pois recuperou estradas, modernizou o Porto do Itaqui (que passou a ser mais lucrativo), incentivou a produção rural, valorizou a cultura, melhorou as cidades pelo Mais Asfalto etc. Em qualquer área que se queira analisar, segundo ele, o seu governo foi eficiente.

Sobre os problemas na área da Saúde, insistiu que a investigação da Polícia Federal foi por conta de um modelo de terceirização que encontrou, inclusive o pessoal contratado é, em sua maioria, da gestão passada, que foi mantido porque não segue a cartilha de trocar de servidor simplesmente porque houve mudança de governo. Mais uma vez, ele saiu em defesa do secretário Carlos Lula, alvo de investigação na Operação Pegadores, afirmando que é um homem honesto, competente e que está fazendo um grande trabalho.

No que diz respeito a algumas reclamações sobre queda na qualidade do atendimento nas unidades hospitalares e UPAs, desculpou-se dizendo que muita gente deixou de pagar planos de saúde e passou recorrer à rede estadual, aumentando consideravelmente a demanda, mas ainda assim acha que vem prestando um bom serviço também nesta área.

Flávio Dino desafiou alguém a encontrar no Brasil um governador que nestes primeiros dias de 2018 tenha inaugurado mais obras do que ele. “Não há”, atestou, para dizer que por isto é que recentemente foi eleito pelo Portal G1 como o gestor que mais cumpriu promessas de campanha. O portal disse que de 37 promessas, 32 estão cumpridas ou em processo de execução, mas a oposição questiona afirmando que, na verdade, ele registrou, em cartório, 65 compromissos.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação