Flávio Dino terá a oportunidade nesta quarta do primeiro encontro com equipe de Bolsonaro

0
1016

AQUILES EMIR

O governador Flávio Dino (PCdoB) poderá ter nesta quarta-feira (21), em Brasília (DF), o primeiro encontro com a equipe do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), na reunião dos nove gestores estaduais eleitos e reeleitos do Nordeste. O grupo é liderado pelo governador do Piauí, Wellington Dias (PT).

Na última eleição, os estados nordestinos votaram majoritariamente no candidato do PT, Fernando Haddad, e na reunião de quarta-feira (14) da semana passada, apenas Dias esteve presente, alegando problemas de agenda dos demais. Na oportunidade, o governador piauiense negou que esteja havendo resistência por parte de seus colegas ao nome de Bolsonaro e entregou uma carta com as reivindicações dos nordestinos, que são as mesmas já apresentadas à ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e ao atual, Michel Temer (MDB).

Segundo ele, “alguns pontos avançaram, mas [em] outros não chegamos a um pleno entendimento e, na data que for possível, estamos prontos para o diálogo [com Bolsonaro]”, afirmou Wellington Dias, informando que há uma agenda em curso com o governo do presidente Michel Temer.

Não compareceram ao encontro com Bolsonaro os governadores da Bahia, Rui Costa (PT); do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT); do Ceará, Camilo Santana (PT); do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB); de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB); da Paraíba, João Azevêdo (PSB); de Sergipe, Belivaldo Chagas (PSD); e de Alagoas, Renan Filho (MDB).

Resultado de imagem para carlos brandão com michel temer
Brandão (ao centro com Simão Jatene, do Pará) sempre representou o Maranhão nos encontros de governadores com o governo federal

Presença – O governador Flávio Dino ainda não se manifestou sobre sua ida ao encontro, mas antes da eleição no segundo turno, em entrevista a um pool de emissoras de rádio, disse que, independentemente de quem fosse o eleito, na primeira oportunidade, levaria uma pauta de reivindicações do Maranhão, principalmente no que se refere a obras federais inacabadas, dentre elas a duplicação da BR 135, de São Luís até Miranda do Norte.

Semana passada, quando Bolsonaro recebeu governadores, Dino não compareceu, alegando que o entendimento do conjunto dos governadores nordestinos foi no sentido de que houvesse um encontro para tratar especificamente dos problemas da região, portanto caberia a Wellington Dias apresentar esta sugestão e agenda a reunião.

Vale ressaltar, no entanto, que desde o anúncio da vitória de Bolsonaro, Dino tem sido um dos seus maiores críticos, o que eleva o grau de curiosidades sobre como seria este encontro. Ao longo do período do governo Michel Temer (MDB), de quem é também crítico ferrenho, o governador maranhense nunca aceitou seus convites para reuniões, optando por mandar o vice, Carlos Brandão (PRB), representá-lo.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação