Fluminense, Criciúma, Vasco e Vitória ficam no empate pela Copa do Brasil

0
512

Dois jogos da Terceira Fase abriram a noite de Copa do Brasil nesta quinta-feira (9). Em São Januário, Vasco e Vitória empataram em 1 a 1. O resultado foi o mesmo do duelo entre Criciúma e Fluminense, realizado no Heriberto Hulse.

Quando a bola rolou no Rio de Janeiro (RJ), o Vasco mostrou que queria o resultado positivo e partiu para cima do Vitória. No fim da etapa inicial, o Rubro-Negro teve um jogador expulso: o lateral-esquerdo Euller, que levou dois amarelos em um curto espaço de tempo. Desta forma, imaginou-se que o Cruzmaltino voltaria para o segundo tempo disposto a aproveitar a superioridade numérica.

Foi o Leão da Barra, no entanto, que conseguiu sair na frente. Aos 22 minutos, Manga Escobar caiu na área após dividida com Kanu e botou a mão na bola: pênalti. Patric foi para o arremate e acertou o ângulo para abrir o placar. Onze minutos mais tarde, o Gigante da Colina conseguiu responder. Nenê levantou na área e Gilberto acertou a trave com uma bela cabeçada. Já no apagar das luzes, aos 46, Nenê foi derrubado na área por David: nova penalidade. O camisa 10 converteu a cobrança e evitou a derrota carioca.

Agora, Vitória e Vasco voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira (16), no Barradão, em Salvador (BA). Pelo resultado desta noite, o Rubro-Negro terá a vantagem do 0 a 0 para ficar com a vaga na Quarta Fase da Copa do Brasil.

Em Criciúma (SC), o Fluminense, mesmo na condição de visitante, não sentiu a pressão e tentou impor o seu ritmo de jogo diante da equipe que leva o nome da cidade. A estratégia do técnico Abel Braga deu certo. Logo aos 14 minutos, Richarlison recebeu na área, tirou do goleiro e rolou para Wellington. O atacante cortou Giaretta e botou a bola no fundo da rede. O gol sofrido fez com que o Tigre acordasse. Dezoito minutos depois, Andrew recebeu na direita, foi ao fundo e cruzou para Alex Maranhão. O meia do Criciúma pegou de primeira e acertou um lindo chute, no ângulo, para deixar tudo igual. Na etapa final, o Tricolor carioca dominou as ações, mas não conseguiu marcar. Na única boa chance que teve, com Ricardinho, aos 24, o goleiro Júlio César fez grande defesa e evitou o gol.

O próximo encontro entre Fluminense e Criciúma será na quarta-feira (15), no Giulite Coutinho, em Mesquita (RJ). Com o empate conquistado fora de casa, o Tricolor poderá jogar com a vantagem do 0 a 0 para garantir a classificação na próxima fase da competição mais democrática do país.

Satisfeito – O Fluminense saiu na frente do Criciúma, na noite da última quinta-feira (09), mas acabou sofrendo o empate e o duelo, válido pela ida da Terceira Fase da Copa do Brasil, terminou com 1 a 1 no placar. O resultado foi destacado pelo técnico do Tricolor, Abel Braga. O profissional elogiou o empenho dos seus atletas e destacou as dificuldades de enfrentar o Tigre no Heriberto Hulse.

“Estou muito satisfeito com meus jogadores. Para nós o mais importante é que eles conseguiram se superar. O Criciúma foi um excelente adversário. O time deles é muito bom, muito rápido e de bastante movimentação. Jogar com o Criciúma aqui dentro é muito ruim”, afirmou.

Agora, o próximo encontro entre Fluminense e Criciúma será na quarta-feira (15), no Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita (RJ). Com o gol marcado fora de casa, o Tricolor das Laranjeiras terá a vantagem do 0 a 0 para conquistar a classificação na competição mais democrática do país.

(CBF)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação