Fluminense estreia bem na Sul-Americana e vence Nacional Potosí por 3 a 0

0
866

O Fluminense estreou na Copa Sul-Americana, na noite desta quarta-feira (11), contra o Nacional Potosí, da Bolívia, e conseguiu um bom resultado para a partida de volta, dia 10 de maio. O time do técnico Abel Braga venceu o adversário por 3 a 0, com gols de Palo Dyego, Gum e Pedro, todos na segunda etapa.

O Fluminense chegou ao primeiro gol com Pablo Dyego, que tinha acabado de entrar em campo aos 27 minutos. Renato Chaves tocou de cabeça e o atacante recebeu livre para marcar. Aos 36, foi a vez de Gum cabecear para o fundo das redes e deixar o Tricolor com 2 a 0. Para fechar a goleada, Pedro converteu cobrança de pênalti e deu números finais ao jogo: 3 a 0.

Ao analisar o resultado da partida, o técnicos Abel Braga disse que nos últimos dias, o futebol nos deu muitos exemplos de como a equipe precisar estar sempre focada nos seus objetivos. “Foi assim com a gente contra o Vasco, faltou malandragem e experiência. Depois foi o Vasco contra o Botafogo, depois aconteceu com Barcelona e Real Madrid. Se não tiver concentração, vai estar morto. Jogar na altitude é muito ruim, por isso, não está nada resolvido”.

Abel disse que o ambiente no Fluminense é fantástico e hoje a equipe está com muita competitividade. “Um time que não foi campeão carioca colocou cinco jogadores na seleção do campeonato, o coletivo fez isso, quando o coletivo funciona, as individualidades se destacam”.

O treinador reconhece que a estreia no Campeonato Brasileiro, contra o Corinthians, é complicada, já que os primeiros jogos são contra Corinthians, Cruzeiro e São Paulo. “Mas estamos jogando bem, hoje jogou super ofensivo, mesmo com três jogadores atrás, tivemos os alas jogando no campo do adversário. O Corinthians joga em casa, é o campeão paulista, vai ter que atacar mais, mas vamos tentar o nosso máximo”.

FICHA TÉCNICA

COPA SUL-AMERICANA 2018 – Primeira Fase
Maracanã – Rio de Janeiro/RJ

Fluminense – Júlio César; Renato Chaves, Gum e Ibañez; Gilberto, Richard, Jádson (Matheus Alessandro), Sornoza (Douglas) e Ayrton Lucas; Pedro e Marcos Júnior (Pablo Dyego) .
Técnico: Abel Braga

Nacional Potosí – Romero; Brian Meza, Montenegro Medina, Galaín e Alaca; Galvis (Saúl Torres), Salazar, Edson Pérez e Jorge Flores; Piñero Da Silva e Reina.
Técnico: Pérez Garcia

Gols: Pablo Dyego (27’/2T), Gum (36’/2T) e Pedro (43’/2T) – FLU;

Cartões amarelos: Jádson, Gum, Sornoza e Pablo Dyego (FLU); Reina, Galvis, Romero, Alaca, Galaín e Jorge Flores (NCP)

Cartãos vermelho: Alaca (NCP)

Arbitragem: Nicolás Gallo (COL), auxiliado por Eduardo Díaz (COL) e John Alexánder León (COL).

Público: 6.892 torcedores presentes

Renda: R$ 178.265,00

(Com dados e imagens do FFC)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação