Carlos Brandão preside primeira reunião do Conselho Empresarial desde a sua posse em abril

51

Colegiado reúne representantes do governo e empresariado

Com foco no desenvolvimento produtivo, foi retomado o Conselho Empresarial do Maranhão (Cema) com a realização da primeira reunião no seu governo, na tarde desta quarta-feira (19), no Palácio dos Leões. O Cema é um órgão para debater e propor diretrizes específicas voltadas à promoção do desenvolvimento econômico do Maranhão, com a articulação das relações entre o Governo, entidades empresariais e representantes da iniciativa privada.

“O Cema, além de trabalhar os avanços no setor de produção que foi prejudicado pelos dois anos de pandemia, também tem foco na geração de emprego e renda, um dos meus compromissos de governo, e para isso precisamos debater com os empresários, saber deles sobre os investimentos. As reuniões serão mensais e tenho certeza de que gerarão frutos para os maranhenses”, afirmou o governador.

O secretário de Indústria e Comércio (Seinc), Cassiano Pereira, explicou como ocorrerão as reuniões do conselho. “Os encontros se darão de forma mensal e por meio das escutas empresariais poderemos traçar as melhores estratégias de desenvolvimento econômico”, informou.

O presidente da Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema), Edillson Baldez, ressaltou a importância do olhar sensível do governo para o setor empresarial/produtivo. “Vamos crescer juntos. Iniciativa privada e governo. O estado que não produz não cresce. O governador demonstra interesse de aproximação com o setor produtivo, assim a união avança para o crescimento significativo dos setores”, destacou.

Na pauta desta primeira reunião foi debatido o planejamento da atuação do Cema 2022-2023, os resultados das Escutas Empresariais para a competitividade do Maranhão, redefinição das Câmaras Setoriais e a inclusão de novos membros.

O Cema é composto por Câmaras Setoriais, constituindo um fórum de integração das estruturas públicas e privadas, que busca a convergência de iniciativas e articulação de políticas públicas, priorizando o desenvolvimento produtivo com o adensamento das cadeias trabalhadas.

Quem forma o Cema – O Conselho, que tem a Coordenação Executiva feita pela Secretaria de Estado da Indústria e Comércio (Seinc), é formado pelos seguintes membros:

Mebros do Estado:
  • Secretaria de Estado da Indústria e Comércio (Seinc);
  • Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária (Sagrima);
  • Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e Programas Estratégicos do Maranhão (Sedepe);
  • Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema);
  • Secretaria de Estado de Trabalho e Economia Solidária (Setres);
  • Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz);
  • Secretaria de Estado do Turismo (Setur);
  • Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti);
  • Secretaria de Estado da Pesca e Aquicultura (Sepa).

Entidades e Federações:

  • Associação Comercial do Maranhão (ACM-MA)
  • .Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema);
  • Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Maranhão (Fecomércio-MA);
  • Federação de Agricultura do Estado do Maranhão (Faema);
  • Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Maranhão (FCDL-MA);
  • Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresas do Maranhão (Sebrae-MA).

Câmaras Setoriais:

  • Câmara Setorial da Agroindústria, coordenada pela Sagrima;
  • Câmara Setorial do Apoio à Inovação, coordenada pela Secti;
  • Câmara Setorial do Apoio e Fomento às MPES, coordenada pela Seinc;
  • Câmara Setorial da Aquicultura e Pesca, coordenada pela Sepa;
  • Câmara Setorial do Comércio e Serviço, coordenada pela Sefaz e Seinc;
  • Câmara Setorial da Energia, Gás, Minério e Metalurgia, coordenada pela Sedepe;
  • Câmara Setorial da Infraestrutura, coordenada pela Sinfra; e a Câmara Setorial Turismo, coordenada pela Setur.