Governador do DF não quer líderes do PCC em presídio federal de Brasília

0
1089

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), disse neste sábado (23) que vai procurar o presidente Jair Bolsonaro para pedir a remoção de líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC), transferidos nesta sexta-feira (22) da Penitenciária Federal de Porto Velho (RO) para a Penitenciária Federal de Brasília.

Para Ibaneis, por questão de segurança, inclusive do presidente, eles não podem ficar em Brasília nem deveria ter sido construído um presídio federal na Capital.

“[A penitenciária está] a seis quilômetros do Palácio do Planalto, nós temos mais de 180 embaixadas e representações internacionais, temos os principais tribunais da República, e as grandes autoridades circulam por aqui. Como é que você traz esse criminoso para dentro da Capital da República?”, argumentou.

Além de Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, integram o grupo Cláudio Barbará da Silva, Patrik Wellinton Salomão e Pedro Luiz da Silva Moraes, o Chacal.

Ibaneis afirmou que Procuradoria do Distrito Federal está preparando uma ação judicial, com base na Lei de Segurança Nacional, para pedir a remoção dos líderes do PCC de Brasília.

(Agência Brasil)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação