Governo negocia acordo para assumir maternidade da Santa Casa de Misericórdia

0
964

O Governo do Estado está negociando acordo com a administração da Santa Casa de Misericórdia de São Luís, para reformar, adaptar e assumir a gestão da sua maternidade, que realiza cerca de 200 partos por mês. As tratativas avançaram nesta segunda-feira (10), quando o secretário da Saúde, Carlos Lula, visitou o hospital acompanhado do provedor da unidade, Abdon Murad. O hospital não recebe uma grande reforma desde 2010.

Segundo o provedor da Santa Casa, a unidade hospitalar tem um grande valor histórico e de atendimento para a população. “Entendemos que é preciso melhorar as condições de saúde para a população. Por isso, começamos as tratativas para reforma e adequação aos padrões sanitários. Precisamos dar mais conforto e segurança às famílias que procuram o serviço do hospital”, frisou o secretário Carlos Lula.

A ideia é que a SES realize a reforma e adaptação sanitária e ainda passe a administrar e manter a maternidade. Além dos investimentos na estrutura física, o órgão também faria a aquisição de novos móveis, materiais e equipamentos.

“Com a reforma, o Estado ganhará mais 50 leitos de maternidade. Nosso objetivo é sempre fazer mais com menos. A questão é: construirmos um hospital com 50 leitos ou reformar a Santa Casa e ganhar esses 50 leitos em bem menos tempo? Inauguramos nove hospitais no estado, mas nesse momento é mais econômico e eficaz reformar e usar os que já estão disponíveis aqui”, ponderou Carlos Lula.

A maternidade da Santa Casa realiza uma média de 200 partos por mês, somando-se aos outros procedimentos no local, como curetagem e embriotomia, chega a 500 atendimentos por mês.

Para Abdon Murad, a possível reforma significa a possibilidade de avançar no atendimento aos pacientes. “A SES ajudar a Santa Casa é um avanço. Ajuda a sociedade, ajuda nós como administradores. Mostra credibilidade da casa perante o governo. A população não deixa de crescer e nossos gastos crescem todo dia, com a reforma poderemos respirar”, disse.

A visita à Santa Casa foi acompanhada pela subsecretária de Estado da Saúde, Karla Trindade; pela secretária adjunta de Engenharia e Manutenção da SES, Thais Farias; e pela superintendente de Atenção à Saúde da SES, Jamilly Pontes.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação