Grêmio vence mais uma e continua na perseguição ao líder Corinthians

0
579

Pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro, cinco jogos foram realizados na tarde deste domingo (06). Jogando em casa, o Grêmio dominou a partida contra o Atlético Mineiro e garantiu a vitória por 2 a 0.

O primeiro gol saiu logo aos quatro minutos da partida. Em rápido contra-ataque, Everton recebeu de Luan, pela direita, e cruzou na cabeça de Pedro Rocha: 1 a 0. Com boa troca de passes, o Tricolor Gaúcho seguiu eficiente e ampliou aos 26 minutos. Léo Moura cruzou para Pedro Rocha, que finalizou e viu Paulo Victor defender. Mas, no rebote, Fernandinho apareceu para completar para o gol: 2 a 0.

No segundo tempo, o Galo teve boa chance de descontar com Robinho, que finalizou de primeira, mas viu a bola sair pela linha de fundo. Com o resultado, o Grêmio encerrou o primeiro turno na vice-liderança, com 39 pontos. O Atlético, com 23, ficou no 14º lugar.

No Allianz Parque, o Atlético do Paraná marcou bem e conseguiu a vitória diante do Palmeiras. Aos 17 minutos do primeiro tempo, Guilherme cobrou escanteio, e Thiago Heleno abriu o placar para o Furacão, de cabeça. Sem mostrar poder ofensivo, o Verdão não criou nenhuma chance real de gol.

 

O segundo tempo foi diferente. Com as alterações, o Palmeiras arriscou com Erik, Michel Bastos e Antônio Carlos, mas sem sucesso nas finalizações. O Furacão se fechou, tentou algumas jogadas em contra-ataque e segurou o placar até o apito final. Com a vitória, o Atlético-PR chegou ao oitavo lugar, com 26 pontos. O Palmeiras, com 32, permanece na quarta posição.

O único 0 a 0 da rodada foi entre Cruzeiro e Botafogo, no Mineirão. O time da casa parecia que ia abrir o placar logo nos primeiros instantes de jogo. Aos dois minutos, Rafinha acertou a trave de Gatito Fernandez. Depois, Alisson finalizou de letra, mas para fora. No segundo tempo, o Bota também criou boas chances. Em cabeçada, Emerson Silva tirou tinta da trave direita de Fábio. Já a Raposa, ficou muito perto de marcar com Robinho e, depois, com cabeça de Alisson na trave alvinegra. Sem gols, o Cruzeiro segue na sétima posição, com 27 pontos, enquanto o Botafogo, com 25, desceu para o 11º lugar.

 

No Couto Pereira, o Coritiba fez valer o mando de campo e venceu a Chapecoense por 2 a 0. Aos 21 minutos do primeiro tempo, Thiago Carleto cobrou falta da direita, e Alecsandro se antecipou à marcação para desviar de cabeça: 1 a 0. Aos 43, Rildo avançou sozinho em contra-ataque e chutou forte da entrada da área para marcar o segundo do Coxa. A Chape pressionou na volta do intervalo, com chances em chutes de Arthur, Diego Renan e Penilla, mas não conseguiu reverter o placar. Agora com 25 pontos, o Coritiba aparece na nona posição, enquanto a Chapecoense, com 22, ocupa o 15º lugar.

 

O mandante Bahia também levou a melhor diante do São Paulo. Na Fonte Nova, Régis abriu o placar aos 40 minutos do primeiro tempo. Rodrigão cruzou rasteiro, Arboleda furou, e o meia apareceu livre para colocar o Esquadrão de Aço na frente. Três minutos depois, Régis cruzou para Mendoza, que marcou o segundo. Na sequência, Jean derrubou Pratto: pênalti. Hernanes cobrou rasteiro, à direita do goleiro baiano, e descontou para o time paulista. Na volta do intervalo, o São Paulo apertou, mas não conseguiu desarmar o Bahia, que administrou o resultado até o final. Com 23 pontos, o Esquadrão subiu para o 13º lugar, enquanto o Tricolor Paulista, com 19, segue na 17ª posição.

Vitória – Precisando dos três pontos para engatar uma recuperação no Campeonato Brasileiro, o Vitória visitou o Flamengo, no Estádio Luso Brasileiro, e saiu com o triunfo por 2 a 0. Com o resultado, o Leão da Barra chegou ao terceiro jogo sem perder, com 19 pontos, na 18ª posição. O rubro-negro carioca, com 29, segue no quinto lugar.

O Flamengo entrou em campo mais ofensivo que o time visitante. Nos primeiros 30 minutos, a pressão foi toda da equipe carioca. Felipe Vizeu, Diego, Geuvânio, Everton e Éverton Ribeiro criaram boas chances, mas sem sucesso nas finalizações. Sem criar muito, o Vitória soube aproveitar a melhor oportunidade de gol. Aos 40 minutos, Willian Arão falhou na hora do corte, e Yago soltou uma bomba no ângulo para colocar o time baiano na frente: 1 a 0.

Na volta do intervalo, o Flamengo buscava o empate, mas retornou menos organizado. O Vitória aproveitou a situação e intensificou os contra-ataques. Aos 19 minutos, Tréllez recebeu na área e caiu após chegada de Réver: pênalti. Neilton cobrou com paradinha, deslocou Diego Alves, e ampliou: 2 a 0. O Fla teve boa chance de descontar aos 32 minutos, quando Berrío bateu cruzado e viu o goleiro Fernando Miguel evitar o gol. O Rubro-negro baiano administrou o resultado até o apito final e garantiu três pontos na rodada.

(Com dados da CBF)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação