Grupo Pensar Maranhão, da Fiema, conhece potencial de Alcântara para receber o Centro Espacial

0
149
????????????????????????????????????

Empresário tiveram encontro com o prefeito Padre William

Terça e quarta-feira (dias 02 e 03), uma equipe de técnicos das entidades empresariais que compõem o Grupo de Trabalho da Federação das Indústrias (Fiema) “Pensar o Maranhão” realizou uma visita técnica à Alcântara. O objetivo foi aprofundar seus conhecimento sobre as potencialidades do município e da região a fim de alinhar a contribuição desses atores da iniciativa privada na construção do Programa de Desenvolvimento Integrado para o Centro Espacial de Alcântara (PDI/CEA).

A participação da iniciativa privada visa inserir a sociedade maranhense no CEA, via projetos e ações direcionadas ao desenvolvimento social, econômico e de infraestrutura da região. A inclusão das contribuições das entidades empresariais e do poder público maranhense no PDI/CEA foi um dos pleitos do Grupo de Trabalho da FIEMA, “Pensar o Maranhão”.

A agenda da comitiva iniciou com uma Roda de Conversa com o prefeito Padre William Guimarães da Silva (PL), e os vereadores que compõem a Câmara Municipal, presidida pelo vereador Guterres Filho.

“Queremos que as organizações mostrem que são colaboradores desse município e que as condições disponibilizadas por vocês possam ser compartilhadas conosco. O CEA tem mostrado um esforço de estender a mão para a gestão pública, principalmente para a comunidade. Nós temos, em Alcântara, 204 povoados, uma extensão grande, acesso precário e condições sociais e de desenvolvimento difíceis. Em nome de Alcântara, estamos de braços abertos e pedindo a ajuda de vocês”, destacou o prefeito William.

Segundo o superintendente da Fiema, César Miranda, a visita técnica teve foco, especialmente, em ouvir as demandas da comunidade e do poder legislativo. “Viemos conhecer as potencialidades da cidade e da região e alinhar como cada membro do Grupo de Trabalho ‘Pensar o Maranhão’ planeja contribuir, com ações concretas, na construção do Programa de Desenvolvimento Integrado para o Centro Espacial de Alcântara (PDI/CEA)”, destacou.

Além da prefeitura, a equipe técnica realizou um tour empresarial, onde conheceu o Polo de Artesanato de Santa Maria, onde o cultivo de melancia, a psicultura e o trabalho manual com a fibra do buriti têm gerado renda e novas oportunidades. Além de Santa Maria, a equipe conheceu a agrovila quilombola do Cajueiro e conversou com pais, professores e jovens do povoado que buscam uma qualificação e capacitação para entrar no mercado de trabalho.

“Estou muito satisfeito com a vinda de vocês. Sou morador antigo do Cajueiro e fico feliz de ver as propostas que vocês trazem para os jovens. A necessidade de estudar e fazer cursos para aproveitar e crescer”, destacou o agricultor Porfílio Silva, de 75 anos.

A equipe também conversou com empresários locais da área de alimentação e da construção civil e ouviu as principais demandas dos setores, que também passam pela qualificação profissional.

“Nós sentimos uma dificuldade grande de encontrar mão-de-obra local especializada no setor de construção civil. Atuamos prestando serviços para o CEA há alguns anos e essa visita aqui nos enche de esperança por saber da seriedade das entidades do Sistema S e que podemos contar com vocês para mudar essa nossa realidade”, destacou o empresário José Abreu, diretor executivo da Espacial Tecnologia e Construção.

Empresários reunidos com o prefeito Padre William para conhecer potencial de Alcântara

Medidas concretos – Como parte das ações concretas da visita, o superintendente regional do Sesi, Diogo Lima, apresentou à Prefeitura e à Câmara Municipal, o projeto de construção do Polo Avançado do Sesi em Alcântara, que está à espera da doação do terreno para se iniciar o processo de instalação.

Já o Senai, representado pelo coordenador de Educação Profissional, Tecnologia e Inovação, Rogerio Garcês, no mapeamento prévio, destacou que a entidade planeja realizar capacitações na área da construção civil nos povoados, utilizando kits e unidades móveis para a formação de pedreiro, instalador hidráulico, eletricista, armador de ferragem e auxiliar de obras. Já na sede do município, cursos na área de mecânica de motocicletas e vestuário para fardamentos poderão ser ofertados.

O gerente técnico do Senar, Carlos Antônio Feitosa de Sá, garantiu, na oportunidade, levar ações de capacitação aos produtores rurais, por meio dos programas de Formação Profissional Rural (FPR) e Promoção Social (PS). Já Max de Medeiros, superintendente da Fecomércio, também analisou as possibilidades de atuação da entidade.

O Sebrae também deu início às ações do Programa Cidade Empreendedora durante a missão técnica em Alcântara, com a assinatura do termo de adesão pelo prefeito Padre William da Silva (PL), em solenidade realizada na Câmara dos Vereadores, na última quarta-feira (03).

Avaliação – “A visita técnica do GT ‘Pensar o Maranhão’ foi de grande valia para a região de Alcântara e para o programa de desenvolvimento integrado do CEA. A Agência Espacial Brasileira é membro do GT e está alinhada com as entidades no que tange ao desenvolvimento e ao plano socioeconômico para o município. O CEA é um vetor para o desenvolvimento regional e essa parceria com as entidades e instituições servirá para alavancarmos a capacidade espacial do Brasil através do Programa Espacial Brasileiro, trazendo inúmeros benefícios para a região”, destacou a coordenadora regional da AEB no Maranhão, Thaís Durans Abreu.

Para o vice-presidente para assuntos de Comércio, Indústria e Serviço da Associação Comercial do Maranhão (ACM) e diretor da FIEMA, Pedro Robson de Holanda, “a missão foi de vital importância para juntar as entidades do Sistema S em uma ação só. A ACM já começou um trabalho para equipar as Associações Locais e essa é uma meta também em Alcântara. A recepção foi muito boa”.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação