Henrique Dourado e Jô foram os que mais balançaram a rede no Brasileirão 2018

0
559

Ninguém balançou mais as redes no Brasileirão 2017 do que Jô e Henrique Dourado. Com 18 gols marcados cada, a dupla de atacantes dividiu a artilharia da competição e contribuiu diretamente nas campanhas de Corinthians e Fluminense, respectivamente. Com faro de gol apurado desde a primeira rodada, os goleadores também foram escolhidos para integrar o ataque da Seleção dos melhores do campeonato.

Os goleadores da Série A mostraram o cartão de visitas logo nas primeiras rodadas da Série A. Enquanto Jô fez o gol de empate (1 a 1) contra a Chapecoense no primeiro compromisso do Corinthians, Henrique Dourado marcou duas vezes na estreia vitoriosa (3 a 2) do Fluminense contra o Santos, no Maracanã. Na rodada seguinte, os dois repetiram a dose. Jô garantiu o triunfo alvinegro por 1 a 0 diante do Vitória, e Dourado “ceifou” em cobrança de pênalti no triunfo tricolor por 2 a 1 contra o Atlético-MG.

Na terceira rodada, Henrique Dourado confirmou a fama de especialista em pênalti, converteu outras duas cobranças no clássico carioca contra o Vasco e abriu vantagem na artilharia. Comandante do ataque tricolor, o Ceifador se mostrou mortal no Brasileirão. Das 38 rodadas, o camisa 9 marcou em 15 partidas e fez 13 vítimas diferentes, entre eles os rivais cariocas Flamengo e Vasco.

“É algo muito marcante na carreira de um atleta. É algo que vai ficar marcado para sempre. Quero desfrutar desse momento ao máximo”, festejou o Ceifador.

Desacreditado no início da temporada, Jô se reinventou, deu a volta por cima e liderou as estatísticas ofensivas do Corinthians na temporada com 25 gols anotados. Primeiro artilheiro do Timão no Brasileirão, o atacante de 30 anos escreveu seu nome na história do clube não só com o título brasileiro, como também com os prêmios individuais. Além da artilharia, o experiente jogador brilhou no “Prêmio Brasileirão 2017” e foi eleito o craque do campeonato.

“Ser artilheiro de um campeonato tão difícil como o Brasileirão é uma satisfação muito grande para um atacante. Normalmente, a gente briga sempre pela artilharia. Você também ser eleito o craque é uma sensação única. Saio muito feliz, com um ano de 2017 completo. Queria agradecer à torcida do Corinthians, que teve muita paciência; ao presidente, por ter acreditado não só em mim, mas na equipe também, que tem suas limitações e características, mas que ele acreditou; agradecer ao Fábio (Carille) e aos jogadores. Dedico a eles, porque sem eles eu não estaria aqui”, analisou o artilheiro do Corinthians.

Goleadores natos, Henrique Dourado e Jô reinaram no Brasileirão 2017 e alcançaram a artilharia da competição com muito mérito.

(Da CBF)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação