Hospital Dr. Carlos Macieira caminha para certificação da Organização Nacional de Acreditação

23

Segunda unidade da rede estadual que concorre à certificação

O Hospital Dr. Carlos Macieira (HCM), unidade de alta complexidade que integra a rede da Secretaria de Estado da Saúde (SES), concorre a certificação concedida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA). A unidade de saúde será avaliada desde as práticas de gestão até a assistência com foco na melhoria do cuidado ofertado ao paciente.

“Tenho certeza que esta certificação é resultado do bom trabalho que o Governo do Maranhão vem realizando nestes sete anos de transformação social. Mesmo em meio aos desafios que ainda precisam ser vencidos, o Governo não deixou de investir na expansão da rede pública de saúde para melhor assistir os usuários do Sistema Único de Saúde”, disse o secretário de Estado da Saúde, Tiago Fernandes.

Esta é a segunda unidade da rede estadual que concorre à certificação. A primeira foi a Unidade de Especialidades Odontológicas – Sorrir da Praia Grande. O equipamento atendeu aos critérios da ONA, tais como: cumprir os padrões de Qualidade e Segurança definidos pela Organização e a aprovação das atividades da instituição, incluindo aspectos estruturais essenciais.

A acreditação é um método de avaliação e certificação que busca, por meio de padrões e requisitos previamente definidos, promover a qualidade e a segurança da assistência no setor de saúde. A titulação é válida por dois anos e os serviços continuarão sendo avaliados periodicamente, buscando garantir maior eficiência na gestão hospitalar e qualidade na segurança do paciente.

Para o usuário do SUS que recorre aos serviços prestados pelo HCM, a acreditação resultará em maior segurança e resultados assistenciais. “No Brasil, os hospitais públicos acreditados não chegam a 1% e no Nordeste são apenas quatro. Nós queremos ser a quinta unidade pública acreditada, levando o HCM a outro patamar de diferenciação nacional ao seguir um processo de melhorias continuadas”, destacou diretor geral do HCM, Edilson Medeiros.

Processo de certificação – O processo de certificação é dividido em três etapas. A primeira aconteceu em abril deste ano, quando a equipe do HCM deu início ao plano de ação a partir da implantação de novos protocolos assistenciais e um novo organograma. A segunda etapa se deu em setembro quando todos os colaboradores, núcleos e equipes foram submetidos a treinamento para atingir a excelência no cumprimento dos indicadores exigidos pela ONA.

A terceira e última etapa foi iniciada nesta quarta-feira (07), quando a equipe de avaliadores do Instituto de Planejamento e Pesquisa para a Acreditação de Saúde (IPASS), entidade responsável pela inspeção da qualidade dos serviços, iniciou a vistoria das práticas de gestão e assistenciais adotadas pelo hospital durante 15 dias.

Para a avaliadora do IPASS, Maria Helena Ribeiro, existem grandes chances de que o hospital conquiste a certificação. “No Brasil, a saúde pública tem uma limitação de recursos financeiros, mas para chegar onde o Carlos Macieira está é necessário alcançar os pilares da gestão e do comprometimento. Desde o início do processo temos identificado esses dois pontos em todas as esferas da administração da unidade”, enfatizou.

Depois da conclusão da terceira etapa, a equipe avaliadora do IPASS irá elaborar um relatório que será encaminhado para análise do comitê técnico da ONA. A apreciação durará 20 dias e somente após essa apreciação é que a certificação poderá ser concedida ou não.

O Hospital Dr. Carlos Macieira é administrado pelo Instituto Acqua em parceria com a SES. A unidade atende pacientes de alta complexidade via Central Estadual de Regulação e conta com 272 leitos no total, sendo 74 de UTI Adulto, 10 de UTI Pediátrica, 149 leitos de Enfermagem e outros oito de Enfermagem Pediátrica. Dentre os serviços complementares ofertados, estão Hemodinâmica, Hemodiálise, Ressonância, Tomografia e Centro Cirúrgico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui