Inaugurada em maio deste ano, UPA da cidade de Estreito fecha as portas por falta de dinheiro

0
2024
Na inauguração da UPA, o prefeito Cícero Morais, o Cicin (D), com os deputados Hildo Rocha, Rogério Cafeteira, Léo Cunha e André Fufuca

Inaugurada em maio deste ano, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade de Estreito está ameaçada de fechar. O alerta foi feito nesta terça-feira (24) pelo deputado Léo Cunha, um dos parlamentares da base aliada do governo na Assembleia Legislativa, que, num discurso emocionado, pediu ao governador Flávio Dino (PCdoB) para interceder e impedir a sua desativação.

De acordo com o deputado, o fechamento da UPA deve ocorrer no próximo dia 30, por falta de recursos para mantê-la, já que a Prefeitura Municipal não tem recebido transferência para o seu custeio.

De acordo com Léo Cunha, para manter a unidade de saúde são necessários R$ 400 mil mensais, que seriam transferências federais e estaduais. “O povo do Estreito não pode perder essa UPA, pois a unidade de atendimento que tinha no hospital está em reforma e a cidade do Estreito não pode pagar esse preço”, disse Léo Cunha num apelo dramático.

Leia o trecho do pronunciamento do deputado sobre o fechamento da UPA:

“Senhor Presidente, outro fato que me traz em relação a Estreito é a situação da UPA – Unidade de Pronto Atendimento Padre Chagas. Uma UPA que foi inaugurada no dia 11 de maio de 2017, vai ser fechada, agora 30 de outubro, motivo do fechamento: falta de recursos estaduais e federais.

Uma UPA que tem aproximadamente 100 funcionários custa mensalmente para o município, aproximadamente, R$ 400 mil reais, e hoje eu venho em nome do povo de Estreito pedir ao Governador Flávio Dino que interfira nesse assunto, que não deixe fechar uma UPA, que é o exemplo, que é muito significativa para a saúde na entrada no Maranhão. O povo do Estreito não pode perder essa UPA, pois a unidade de atendimento que tinha no hospital está em reforma e a cidade do Estreito não pode pagar esse preço.

Então, deixo a meu pedido a V. Exa., Governador Flávio Dino, a você, Secretário Carlos Lula, vamos resolver essa situação, vamos botar essa UPA para continuar funcionando. Pois eu faço esse pedido, porque acredito na sua gestão. Obrigado”.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação