Incêndio no porto da Ponta da Madeira pode prejudicar embarque de minério da Vale

0
286

O porto é um dos principais ativos da Vale e um dos mais importantes terminais de carregamento de minério do mundo

O incêndio ocorrido, quinta-feira da semana passada, dia 14, no píer 4S da Vale no Terminal Marítimo de Ponta da Madeira (TPPM), em São Luís (MA), pode impactar a capacidade de embarque de minério de ferro da empresa. O porto é um dos principais ativos da Vale e um dos mais importantes terminais de carregamento de minério de ferro e manganês do mundo, por onde é escoado inclusive o minério de alto teor de Carajás.

O incêndio na madrugada do dia 14 e as chamas no carregador de navios (shiploader) foram controladas pelo Corpo de Bombeiros e, segundo a mineradora, o terminal continua operacional.

A Vale informou que não houve vítimas e nem danos ambientais. Ainda de acordo com a mineradora, suas brigadas de incêndio foram acionadas logo que o fogo foi percebido e o incêndio foi contido. O incidente não chegou a interromper as operações da unidade.

As causas dainda estão sendo apuradas e o local passará por avaliação, segundo informação da mineradora. Outro berço do terminal está interditado devido a uma recente colisão. Mas os outros três berços da unidade continuam operando normalmente.

Confira a íntegra da nota da Vale:

“A Vale informa que o incidente ocorrido na madrugada da última quinta-feira, dia 14/1, em um de seus carregadores de navio do Terminal Marítimo de Ponta da Madeira, em São Luís, no Maranhão, foi contido sem vítimas, nem danos ambientais. O Terminal continua em operação, sem impacto nas programações mensais de embarques de minério. O local afetado passa por avaliação e as causas do incidente estão sendo apuradas”.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação