Indicada para o TCE, Flávia Gonzalez será sabatinada nesta segunda na Assembleia

108

Primeira mulher a ocupar cargo de conselheira na Corte de Contas

A procuradora do Ministério Público de Contas (MPC) Flávia Gonzalez Leite, indicada para o cargo de conselheira do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA), será sabatinada nesta segunda-feira (18), na Assembleia Legislativa, que dará aval ou não para sua posse. A sessão está marcada para começar às 08h, e para a sabatina foi formada uma comissão especial composta pela deputados Rafael (PSB), David Brandão (PSB), Antônio Pereira (PSB), Roberto Costa (PMDB) e Eric Costa (PL).

A procuradora foi indicada pelo governador Carlos Brandão, que sancionou a escolha em mensagem enviada à Assembleia Legislativa (Alema), quinta-feira (14), um dia após a vacância da vaga ocupada por Raimundo Oliveira, que foi para a aposentadoria compulsória.

Flávia Gonzalez será a primeira mulher a integrar o Pleno do TCE em setenta e sete anos de existência da instituição, tendo sido escolhida a partir de listra tríplice enviada ao Poder Executivo na qual constavam também os nomes dos procuradores do MPC Jairo Cavalcanti Vieira e Paulo Henrique Araújo dos Reis. Ela será nomeada em vaga aberta com a aposentadoria compulsória do conselheiro Raimundo Oliveira Filho, que completou em dezembro 75 anos, idade máxima para ocupar o cargo.

A escolha de um membro do MPC para compor o Pleno do TCE conclui a determinação constitucional para a composição da Corte de Contas maranhense, que passa a ter quatro integrantes indicados pela Assembleia Legislativa e três pelo Poder Executivo, sendo um de livre escolha, um dentre os auditores e um dentre os membros do MPC.

WhatsApp Image 2019-08-02 at 17.34.23Conselheira –  Flávia Leite Gonzalez tem 43 anos, é natural de São Luís (MA) e graduada em Direito pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), com pós-graduação em Direito Processual Civil e Direito Constitucional pela Faculdade Cândido Mendes (Facam).

Antes de ser procuradora no MP de Contas, ela exerceu os cargos de advogada da União e procuradora do Estado do Maranhão.

Em 2019, numa entrevista publicada pelo site do TCE, a nova conselheira convocou a população a participar da Rede de Controle para ajudar na fiscalização da correta aplicação dos recursos públicos, acompanhando os portais da transparência de seus municípios e verificação in loco as ações concretas de utilização dos recursos da educação, denunciando aos órgãos de controle quaisquer ilegalidades detectadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui