Indústria se instala em Estreito para beneficiar carne de bovinos da raça Akaushi

0
736

O empresário Julio Cesar Resende, que preside o Origine Group, apresentou nesta quarta-feira (27), em encontro com o governador Flávio Dino (PCdoB), os projetos que a empresa pretende implantar no estado, dentre eles uma indústria de produção de carne tipo premium, no município de Estreito, bem como outros na cadeia produtiva do algodão.

Segundo ele, a Origine Group já deu início ao processo de instalação da primeira indústria de processamento de carne do mundo dentro de um sistema de produção verticalizado, sendo responsável por todas as etapas da cadeia até chegar ao consumidor final. A indústria será exclusiva para a exportação de carne do gado australiano Akaushi, considerado o que há de melhor em genética bovina.

Julio Resende (foto) informou que a Origine Group já está com todos os projetos executivos para a implantação da indústria já aprovados para a empresa que vai gerar mil empregos diretos e cerca de dois mil indiretos, com capacidade para abater 800 animais por dia. “A geografia, potencial logístico e aproximação com outros estados que já estamos trabalhando, como Tocantins e Pará, foi preponderante para a escolha da cidade de Estreito”, explicou.

O governador Flávio Dino destacou as potencialidades geográficas e logísticas do estado, e as vantagens para a empresa em instalar a indústria no Maranhão, sobretudo na Região Tocantina. “Nosso governo preza e respeita muito investidores privados e se orgulha de manter essa fidelidade”.

O secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Pesca, Márcio Honaiser, realçou o potencial de bovinocultura do Maranhão, segundo maior produtor do Nordeste, e a posição estratégica do Porto do Itaqui, fator determinante para a alavancagem das exportações. “Esse é um produto diferenciado, com foco no mercado internacional. A empresa pode contar com nosso apoio”, ressaltou.

Já o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Jhonatan Almada, disse que, além das potencialidades naturais, o Maranhão hoje conta com investimentos na área de educação que podem beneficiar o empreendimento. Na Região Tocantina, o Governo construirá 4 Iemas (Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia), entre eles em Estreito, que podem ser voltados para a qualificação da mão de obra especializada para trabalhar na empresa da Origine Group.

Além da indústria de processamento de carne, Júlio Resende destacou que a empresa tem como foco também o investimento na cadeia produtiva do algodão.

“A Origine vai trabalhar aqui no estado também com algodão, também dentro de uma cadeia produtiva. Isso gera mais lucratividade para todos que estão envolvidos na área de produção, de todos os produtos rastreados. O nosso projeto é tanto o algodão quanto a carne, verticalizado”, finalizou.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação