Econométrica admite “equívoco” no registro da pesquisa que deu vantagem para Flávio Dino

0
1683

Instituto Econométrica toma providências para sanar problema

AQUILES EMIR

O proprietário do Instituto Econométrica, Sergio Oscar Zubicueta Goic, reconhece que houve “equívoco” por parte de sua empresa ao fazer o registro na Justiça Eleitoral um levantamento sobre intenções de votos para o Governo do Estado, cujo resultado, divulgado sábado (1º) pela TV Guará, mostra o governador Flávio Dino (PCdoB) com uma ampla vantagem em relação aos seus concorrentes, o que levou o instituto a projetar sua vitória ainda no primeiro turno. A informação consta na nota divulgada nesta quarta-feira (05) pelo Sistema Guará de Comunicação, que mandou retirar o conteúdo da pesquisa de toda sua plataforma digital, já que o resultado parece suspeito.

Ainda de acordo com a nota da Guará, o Instituto Econométrica estaria tomando “as devidas providências” para sanar o problema, o que certamente vai exigir muito trabalho e  mais ainda poder de convencimento, haja vista que esse problema se origina do fato da estatística que assinou o levantamento, Celene Raposo Aquino, de 81 anos, estar morta. Ela faleceu antes do entrada do pedido de registro da pesquisa no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA) e desde abril estava internada numa Unidade e Tratamento Intensivo (UTI) de um hospital da cidade, ou seja, sem as mínimas condições de realizar qualquer atividade, muito menos cálculos matemáticos.

Resultado de imagem para pesquisa econometrica.guará
Pela pesquisa com “equívoco” do Instituto Econométrica, Flávio Dino tem ampla vantagem sobre Roseana Sarney e poderia ganhar eleição ainda no primeiro turno

A situação do Instituto Econométrica ficou ainda mais delicada depois do anúncio de que as coligações das candidatas Roseana Sarney (MDB) e Maura Jorge (PSL) pretendem ingressar com as ações na Justiça Eleitoral (leia reportagem aqui) para que explique como e por quê cometeu esse “equívoco”.

Leia a integra da nota da Guará publicada em seu site:

Sobre denúncias de irregularidade apontada por jornalistas e blogueiros a respeito da pesquisa divulgada no último dia 1º de setembro, o Sistema Guará esclarece:

A empresa Econométrica, foi contratada pela emissora para realização de pesquisa de intenção de votos para o Governo do Estado e Senado, por atuar no Maranhão há vários anos, tendo já chancelado pesquisas similares em pleitos anteriores para as mais diversas correntes políticas, bem como para os mais distintos veículos da imprensa local, inclusive o Sistema Guará na área de pesquisa de audiência televisiva, sendo reconhecida, indiscutivelmente, como possuidora de aparato técnico para realização de seus trabalhos;

Na certeza do cumprimento das exigências legais pela Econométrica, o Sistema Guará divulgou os resultados da pesquisa, seguindo orientações legais e habituais do TRE;

Logo após a detecção, através dos meios de comunicação, a direção do Sistema Guará entrou em contato com o responsável da Econométrica pedindo esclarecimento da irregularidade suscitada;

O responsável pela empresa que realizou a pesquisa, Sr. Sergio Oscar Zubicueta Goic, informou na ocasião, procurando justificar o fato já do amplo domínio público, que quando do registro oficial da pesquisa no site do TRE, realmente ocorreu um equívoco, informando em seguida que já estava tomando as devidas providências para saná-lo;

Diante do lamentável ocorrido, o Sistema Guará, reafirmando o seu compromisso com a verdade, a imparcialidade e procurando sempre manter, em sua missão, a ética e o dever de bem informar, mandou retirar de todos os meios e canais de comunicação, a divulgação de todos os dados atinentes à referida pesquisa, até que fique tudo devidamente esclarecido e regularizado perante o TRE, como informou a empresa responsável por eles.

Atenciosamente,

SISTEMA GUARÁ DE RADIODIFUSÃO LTDA.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação