Itaqui e Canal do Panamá firmam acordo para criação de uma rota de fácil acesso ao Pacífico

0
676
A autoridade portuária do Porto do Itaqui e a administração do Canal do Panamá formalizaram uma aliança de colaboração a fim de fomentar o uso do canal por navios com destino ou origem em São Luís. O objetivo é que isso promova as remessas de grãos na rota comercial no Norte do Brasil com destino a países localizados no Pacífico.
O documento foi assinado em solenidade realizada no Panamá, pelo presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), Ted Lago, e pelo administrador da Autoridade Portuária do Canal do Panamá, Jorge L. Quijano.
Segundo o acordo, as duas partes se comprometem a atuar, de forma cooperativa, para melhorar o serviço de transporte em suas áreas de influência e promover o crescimento do comércio global. O escopo da aliança abrange atividades comerciais conjuntas, intercâmbio de informação, estudo de mercado e modernização.
A expectativa é que a parceria fortaleça a logística do Arco Norte e dê ao Porto do Itaqui acesso a novos mercados, especialmente de commodities. De toda a soja escoada pelo Porto do Itaqui, 80% têm como destino a Ásia.
Resultado de imagem para itaqui.panamá
Ted Lago (E), da Emape e Jorge Quijano, do Canal do Panamá, celebram parceria que vai criar uma nova rota para entrar e sair do Itaqui
“Esse convênio é muito importante por viabilizar a movimentação de grãos para a Ásia através do Canal, proporcionando ainda mais competitividade ao Itaqui e já contemplando o crescimento da movimentação de grãos pelo Arco Norte”, afirmou Ted Lago, presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap).
De janeiro a outubro, foram escoadas pelo porto público maranhense mais de 8 milhões de toneladas de soja. A marca representa um aumento de quase 40% em relação ao volume movimentado em todo o ano de 2017.
(Da Agência CNT)
Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação