Jair Bolsonaro diz que está se curando com hidroxicloroquina e que viverá por muito tempo

0
191

O presidente Jair Bolsonaro usou as redes sociais nesta quarta-feira (08) para comunicar que está se sentindo bem após se submeter à medicação de hidroxicloroquina e azitromicina, que teriam sido receitadas pelos médicos que o assistiram após se submeter aos exames que testaram positivo para covid-19. Bolsonaro aproveitou para mandar um recado aos que vêm torcendo pela sua morte, anunciando que “ainda viverei por muito tempo”.

Bolsonaro anunciou que estava infectado nesta terça-feira, numa entrevista para as emissoras de TV CNN Brasil, TV Brasil e Record TV. Bolsonaro contou que os sintomas tiveram início no domingo (05).

Nesta terça-feira, diversos opositores do presidente iniciaram uma corrente nas redes sociais com o apelo “força, corona”, ou seja, uma clara menção de torcida para que faleça em consequência da infecção. Na Folha de São Paulo, o jornalista Hélio Schwartsman chegou a publicar um artigo intitulado Por que torço para que Bolsonaro morra, o que virou motivo para o ministro da Justiça, André Mendonça, pedir investigação da Polícia Federal.

Contaminação – Na conversa com os jornalistas, Bolsonaro relatou como a doença a se manifestou. “Começou no domingo com uma certa indisposição e se agravou durante a segunda-feira com mal-estar, cansaço, um pouco de dor muscular e a febre no final da tarde chegou a bater 38 graus”, disse em entrevista transmitida pela TV Brasil e outras emissoras. Com o médico da Presidência apontando para possibilidade de contaminação por covid-19, Bolsonaro passou por uma tomografia no Hospital da Forças Armadas, em Brasília, e, segundo ele, os pulmões estavam limpos.

“Mas, dados os sintomas, a equipe médica resolveu aplicar a hidroxicloroquina. Eu tomei ontem por volta das 17h o primeiro comprimido. Também a azitromicina, todo aquele composto foi ministrado e confesso, como acordo muito durante a noite, depois da meia-noite consegui sentir alguma melhora. Às 5h, tomei a segunda dose e confesso a vocês que estou perfeitamente bem”, disse.

Para ele, o pronto atendimento médico e a forma como administraram essas medicações levaram à rápida melhora. “Reforço aqui o que os médicos têm dito, que [com] a hidroxicloroquina na fase inicial a chance de sucesso chega a quase 100%”, disse. Bolsonaro sempre defendeu esse protocolo, do uso de hidroxicloroquina na fase inicial de sintomas. Assim como essa droga, outros medicamentos vem sendo testados, mas ainda não há remédio ou vacina com eficácia comprovada contra a covid-19.

Mensagens – Em sua conta no Twitter, ele postou três mensagens relacionadas ao fato:

  • Todas as medidas de isolamento adotadas por governadores e prefeitos sempre visaram retardar o contágio enquanto os hospitais se preparavam para receber respiradores e leitos UTIs.5 mil5,2 mil30,5 milMostrar esta sequênciaJair M. Bolsonaro@jairbolsonaro·Em resposta a @jairbolsonaro
  • Nenhum país do mundo fez como o Brasil. Preservamos vidas e empregos sem propagar o pânico, que também leva a depressão e mortes. Sempre disse que o combate ao vírus não poderia ter um efeito colateral pior que o próprio vírus.2 mil4,9 mil18,8 milJair M. Bolsonaro@jairbolsonaro·
  • Aos que torcem contra a Hidroxicloroquina, mas não apresentam alternativas, lamento informar que estou muito bem com seu uso e, com a graça de Deus, viverei ainda por muito tempo.Jair M. Bolsonaro@jairbolsonaro·
Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação