Jair Bolsonaro diz que presidente da Câmara, Rodrigo Maia, está levando o Brasil para o caos

0
690
Presidente Bolsonaro diz que Rodrigo Maia está jogando uma conta muito alta no colo (Agência Brasil)

Os presidentes da República, Jair Bolsonaro (sem partido), e da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM), entraram em conflito público na noite desta quinta-feira (16), durante entrevistas ao vivo para a CNN Brasil. Entrevistado primeiro, Bolsonaro, ao ser questionado se existe uma conversa entre os poderes para que haja uma contenção visando a recuperação do valor que está sendo usado para a saúde, disse que “o que nós projetamos para a economia com a reforma da Previdência praticamente foi engolido em poucos meses”.

Em seguida, o presidente partiu para o ataque. “Não vou trair a minha consciência e deixar de falar a verdade. Eu lamento a posição do Rodrigo Maia nessas questões. Lamento muito a posição dele, que resolveu assumir o papel do Executivo com ataques bastante contundentes à nossa posição”, disse.

Para Bolsonaro, Rodrigo Maia “tem que entender que ele é o chefe do Legislativo, e ele tem que me respeitar como chefe do Executivo”, disse. “O Brasil não merece a atuação dele na Câmara. Péssima sua atuação”, acrescentou.

Sobre a falta de diálogo entre os poderes, Bolsonaro disse que vem se esforçando para mantê-lo, mas “parece que a intenção é outra do senhor Rodrigo Maia. Ele está conduzindo o Brasil para o caos. Não temos como pagar uma dívida monstruosa que está aí, não há recurso”.

Bolsonaro fez questão de ressaltar que sua críticas eram para o presidente da Câmara e para a Casa. “O Brasil, quero deixar bem claro, não merece o que o senhor Rodrigo Maia está fazendo. O Brasil não merece a atuação dele dentro da Câmara. Não é o Parlamento brasileiro, é a atuação dele. Rodrigo Maia, péssima a sua atuação. Quando você fala em diálogo, a gente sabe qual é o teu diálogo, então esse tipo de diálogo não vai ter comigo”, acrescentou. “Não estou rompendo com o Parlamento, não. Muito pelo contrário, é a verdade que tem que ser dita”, disse.

O presidente acrescentou que Maia “está botando uma conta no meu colo que vai chegar à casa de R$ 1 trilhão. E o Brasil não tem isso aí”.

Resposta – Pouco, Maia conversou, pela internet, com o jornalista William Waack. Questionado sobre os ataques de Bolsanaro, respondeu que “o presidente ataca com um velho truque da política, para mudar de assunto. Para nós, o assunto continua sendo a saúde”, disse.

Maia acrescentou que não responderá a Bolsonaro “no nível que ele quer que eu responda”. “O presidente não vai ter de mim ataques. Ele nos joga pedras, o Parlamento vai jogar flores ao governo federal.” Para ele, a crise é horizontal, o isolamento é horizontal, não vertical. Não escolhemos quem vamos salvar”.

Rodrigo Mais lembrou as propostas que estão em pauta na casa legislativa agora para tentar mitigar os efeitos causados pela pandemia do novo coronavírus. Ele citou a aprovação do Orçamento de Guerra, a ampliação da renda básica emergencial e a criação de uma linha de crédito para o microempreendedor. “Não podemos criar mais insegurança. Presidente, conte com a Câmara”, declarou.

(Com informações da CNN)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação