Presidente Jair Bolsonaro e seu sucessor, Lula, lamentam morte de Pelé, o Rei do Futebol

60

Outras lideranças lamentam morte do rei 

AQUILES EMIR

O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou às redes sociais para lamentar a morte do jogador de futebol Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, que faleceu nesta quinta-feira (29), aos 82 anos. O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), também manifestou pesar pela morte do rei do futebol.

O presidente decretou luto oficial de três dias pela morte de Pelé. A medida foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU). 

https://twitter.com/LulaOficial/status/1608560073047158784?t=77s6aw4KAe2or6jiOi0vKw&s=09

Outras lideranças também se manifestaram:

“O Rei Pelé nos deixou. O mais magistral jogador de futebol que o mundo viu nos gramados e que elevou o nome do Brasil por onde passou. Interrompeu guerras e conflitos com a bola nos pés e a mensagem da paz”, escreveu o presidente do Senado e Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco.

Pacheco disse ainda que “neste momento de tristeza, o que conforta, entre tantos exemplos deixados por Edson Arantes do Nascimento, é ter a certeza do encantamento proporcionado pelo mineiro de Três Corações, que tornou o futebol algo mágico para todos os fãs do esporte”.

O presidente da Câmara Federal, Arthur Lira, também lamentou o falecimento do Rei. “Brasil e o mundo lamentam a morte do nosso eterno Camisa 10, o maior jogador de futebol de todos os tempos. Ao me solidarizar com a família, transmito, em nome da Câmara dos Deputados, um tributo a esse símbolo que honrou e dignificou o Brasil e seu povo”.

A ministra Rosa Weber, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), divulgou nota oficial em que lamenta a morte do atleta:

“Em nome da Suprema Corte do Brasil, presto homenagem a Pelé, um artista da bola, que encantou gerações e gerações com seu talento. Para os brasileiros, o maior jogador de futebol da história. Desejo conforto aos familiares e aos amigos. Pelé continuará sendo referência mundial em uma das grandes paixões nacionais, o futebol”, diz a nota.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui