Com mais de cem candidatos a prefeito, Josimar de Maranhãozinho mira Palácio dos Leões

0
205
Josimar ao lado da mulher, Detinha, sua candidata a prefeita de São Luís este ano

AQUILES EMIR

Em entrevista à revista Maranhão Hoje, deputado diz que vai influir nas eleições de mais de 180 municípios

A pesar de ter sido reeleito prefeito de Maranhãozinho, em 2008, o deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PR) costuma dizer que não gosta de repetir mandato. Eleito deputado estadual em 2014, ele, na eleição seguinte, pulou para Brasília, com uma eleição fácil para a Câmara dos Deputados e ainda colocou a mulher, Maria Deusdeth, a Detinha, em seu lugar na Assembleia Legislativa.

Se não gosta de repetir mandato, Josimar só teria quatro opções para 2022: presidente da República, governador do Estado, vice-governador ou senador da República.

Convenhamos que para suceder Jair Bolsonaro talvez ainda esteja muito distante, mas o que dizer da sucessão de Flávio Dino? Essa é a pergunta para que ele próprio deve estar procurando a resposta. Seja como for, ele está se preparando e uma das armadilhas que vem preparando é o lançamento de 118 pré-candidatos a prefeito, inclusive de São Luís, onde a mulher, Detinha, foi lançada para suceder Edivaldo Holanda Júnior.

Caso queira ser o futuro governador, Josimar vai ter de trombar com nomes de peso, como o vice-governador Carlos Brandão (Republicanos), o senador Weverton Rocha (PDT) e outros que ainda não se assanharam. Se a opção for para senador, é bem provável que tenha de trombar com o atual ocupante da cadeira a ser disputada, Roberto Rocha (PSDB), e o governador Flávio Dino (PCdoB), que, embora tenha um sonho maior, ser presidente da República, sabe que ainda terá de queimar muita lenha para se viabilizar, sabe que o mais seguro é tentar tirar Rocha e entrar em seu lugar.

Como se observa, restaria a ele, como opção mais fácil, disputar a vice-governadoria, pois pelo cacife eleitoral que domina, sabe que seria um companheiro de chapa ideal parta qualquer candidato.

rev_ed8_jul2020pdf
Leia reportagem do deputado na
versão impressa de Maranhão Hoje

Prefeitos – O próprio Josimar de Maranhãozinho sabe que dificilmente conseguirá eleger quase duas centenas de prefeitos, portanto, no processo de depuração, sabe que restarão oitenta candidatos em potencial. Desses, talvez salvem-se 60 ou metade, porém seja qual for um desses números já é munição suficiente para assustar qualquer adversário.

E seu projeto na capital? Josimar sabe que Detinha pode fazer um grande barulho, mas dificilmente ameaçará chegar ao Palácio La Ravardiere, e ele sabe disso, porém entende que a capital é a maior vitrine política do estado e seu nome, já que pretende ser governador ou senador, precisa estar nela para causar efeito na próxima eleição.

Ele já disse que a candidatura de Detinha surgiu para ir até o fim da disputa, mas não descarta retirá-la, e se ela sair da disputa não fará composição com ninguém, ou seja, jamais será rebaixada a vice. “Detinha sairá da disputa somente se seu desempenho for para um resultado vexatório”, diz ele, considerando vexatória uma pontuação abaixo de 5%, pois a partir desta margem já há fôlego para falar grosso no segundo turno.
Josimar diz não vai criar atritos com aliados, mas está determinado a disputar um cargo majoritário, por isto quer se cacifar para não negociar em desvantagem.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui