Krishna Mahon, do SexPrivé Club, sai em defesa de acompanhantes e critica falta de ação da Band

490

Para apresentadora, “a BAND é maior que isso”

A apresentadora Krishna Mahon se posicionou em defesa das acompanhantes em resposta a um vídeo da ex-prostituta Bruna Surfistinha, que cobrou providências da BAND em relação às falas preconceituosas de um apresentador contra profissionais do sexo que patrocinam o Esporte Clube Vitória.

Krishna Mahon, que apresenta o programa “SexPrivé Club” na Band, destacou que a emissora respeita as mulheres, os LGBTQIA+, os negros e que o programa que ela apresenta quebra tabus e expõe vozes importantes. “Ela é maior que isso e não deveria permitir um caso de misoginia e preconceito como esse”, disse Mahon.

Em seu vídeo, Bruna chamou atenção para o fato de que a emissora deletou o programa, sugerindo que está acobertando o apresentador. A informação foi conferida e os programas disponíveis no YouTube da Band Bahia  mudam da quinta (9/2) para a segunda (13/2).

A cobrança por medidas concretas da Band segue nas redes sociais, com internautas exigindo que a emissora se posicione de forma efetiva contra o preconceito e misoginia.

Ainda não houve nenhum posicionamento ou  providência da BAND sobre o assunto.

https://www.instagram.com/p/Cov9zT3jnlD/

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui