Lula diz que se abandonar candidatura estará confessando crimes

0
513

AQUILES EMIR

Em mais uma carta escrita da prisão e lida nesta quarta-feira (09) pela senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, diz que se atender os apelos daqueles que pedem para esquecer sua candidatura ou seja apresentado o plano B estará confessando ter realmente cometido os crimes pelas quais foi condenado. “Os meus acusadores sabem que sou inocente. Procuradores, juiz, TRF-4, eu sou inocente. Os meus advogados sabem que eu sou inocente. A maioria do povo sabe que eu sou inocente”.

Lula saiu em defesa da senadora, dizendo que ela tem sido atacada porque não cede às pressões para anunciar outro candidato. “Quem quer que eu não seja candidato eu sei, inclusive, as razões políticas, pois são concorrentes”, disse ele.

Eis a íntegra da carta:

Estou acompanhando na imprensa o debate da minha candidatura, ou Plano B ou apoiar outro candidato. Sei quanto você está sendo atacada. Por isso resolvi dar uma declaração sobre o assunto.

Quem quer que eu não seja candidato eu sei, inclusive, as razões políticas, pois são concorrentes. Outros acham que fui condenado em 2a. instância, então sou culpado e estou no limbo da Lei da Ficha Suja.

Os meus acusadores sabem que sou inocente. Procuradores, juiz, TRF-4, eu sou inocente. Os meus advogados sabem que eu sou inocente. A maioria do povo sabe que eu sou inocente.

Se eu aceitar a ideia de não ser candidato, estarei assumindo que cometi um crime. Não cometi nenhum crime.

Por isso sou candidato até que a verdade apareça e que a mídia, juízes e procuradores mostrem o crime que cometi ou parem de mentir.

O povo merece respeito. O povo tem que ter seus direitos e uma vida digna. Por isso queremos uma sociedade sem privilégios para ninguém, mas com direitos para todos.

Lula

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação