Lula insinua que Jair Bolsonaro não consegue cuidar nem do filho

0
605

A presidente nacional do PT, senadora e deputada federal eleita pelo Paraná Gleisi Hoffmann visitou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na Carceragem da Polícia Federal em Curitiba (PR), onde cumpre pena por crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Na saída, ela transmitiu um recado no qual o ex-presidente critica o presidente Jair Bolsonaro (PSL) por intromete em assuntos da Venezuela.

Segundo Gleisi Hoffmann, Lula comentou a postura de Bolsonaro, considerada por ele submissa aos Estados Unidos, em relação à Venezuela. O ex-presidente teria dito:

“Qual é a moral desse governo que prendeu o seu maior adversário, fraudou as eleições num processo de WhatsApp pago com caixa 2? Qual é a moral que ele tem pra falar do governo da Venezuela? Não tem moral alguma.”

O ex-presidente Lula ainda teria acrescentando que “Bolsonaro não consegue cuidar do filho e quer se meter no país alheio”, numa referência ao deputado estadual e senador eleitor pelo Rio de Janeiro Flávio Bolsonaro (PSL), que é alvo de investigação sobre movimentação financeira atípica por um ex-assessor do seu gabinete na Assembleia Legislativa Fluminense.

O presidente mandou ainda um recado para a militância que se mantém na Vigília Lula Livre desde a sua prisão. “Esse pessoal da Vigília é a resistente, eu tenho que fazer uma homenagem a todos eles.”

Gleisi destacou ainda que Lula está “lúcido, com muita clareza do que está acontecendo no Brasil e muito indignado com a postura do atual presidente.”

Além de Gleisi Hoffmann, quem também esteve na visita foi o vice-presidente do Partido dos Trabalhadores, Márcio Macedo. Ele fez questão que frisar que a presença da Vigília Lula Livre é motivo de comoção para Lula.

(Com dados da Agência PT)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação