Magazine Luíza compra nove lojas do Armazém Paraíba no Maranhão para se expandir no estado

0
5303

AQUILES EMIR

O Magazine Luíza pretende inaugurar no segundo semestre deste ano mais nove lojas no Maranhão, onde começou a operar em 2018. Para atingir esta meta, a empresa fechou negociação com o Grupo Claudino para assumir 48 pontos de venda dos Armazéns Paraíba existentes em cidades maranhenses e paraenses.

A estratégia visa a repetir o feito de 2008, quando a empresa, num mesmo dia inaugurou 50 lojas em São Paulo, para marcar sua estreia na capital paulista. As lojas do Paraíba pretendidas pelo Magalu estão em pequenas cidades do Pará e do Maranhão, o que facilitaria sua entrada na região Norte, a única onde ainda não chegou com seus pontos de venda físicos.

Segundo apurou O Estado de São Paulo, num curto intervalo de apenas 20 dias, a empresa vai marcar sua chegada  ao Pará, com 51 lojas, e ampliar sua presença no Maranhão com nove novas lojas. A maioria das lojas do Pará é em cidades menores, fora da capital, Belém.

Com a aquisição de parte da rede Paraíba, o Magazine Luíza quer chegar a municípios mais distantes dos grandes centros, transformando pontos de venda em minicentros de distribuição, o que garante a rapidez na entrega das compras online, o maior obstáculo ao avanço do e-commerce, sobretudo em regiões distantes do Sudeste.

Para fincar bandeira no Pará e expandir no Maranhão, onde já tem 27 lojas, o Magazine Luiza fechou um contrato de cessão comercial de 48 pontos de venda hoje ocupados pelo Armazém Paraíba. A tradicional varejista de móveis e eletrodomésticos do Norte e Nordeste é conhecida por ter lojas em áreas mais remotas.

Resultado de imagem para armazém paraíba

Paraíba – Dos 48 pontos de venda do Armazém Paraíba locados pelo Magazine Luiza, 39 estão no Pará e nove no Maranhão. A administração do Armazém Paraíba informou, por meio de nota, que “a negociação com a Magazine Luiza envolve apenas e tão somente a cessão de 48 pontos, na sua grande maioria imóveis próprios”. Isso significa que nesses pontos de venda a marca Magazine Luiza substituirá o Armazém Paraíba. Sob a nova administração, os funcionários dessas lojas provavelmente deverão ser reaproveitados, diz uma fonte.

O Grupo Claudino informou ainda que possui mais de 350 lojas espalhadas pelo Norte e Nordeste e continuará atuando no varejo, “sendo certo que nos Estados do Pará e parte do Maranhão, com foco no ramo mole (confecções, tecidos, calçados, cama, mesa e banho)”. A rede não informou as cifras e prazos do contrato. “A empresa tem como política não divulgar valores de negociações.”

Além das 48 lojas locadas do Armazém Paraíba, o Estadão apurou que o Magazine Luiza negociou outros 12 pontos de venda no Pará com pequenos varejistas locais. Procurado, o Magazine Luiza não se pronunciou.

Resultado de imagem para magalu

Magazine –  Nascida em Franca, no interior de São Paulo, a rede Magazine Luiza, que faturou quase R$ 20 bilhões em 2018, não tinha presença numa das áreas de maior potencial no País. Segundo Eugênio Foganholo, sócio da Mixxer Desenvolvimento Empresarial, esse potencial de consumo no Norte ainda não é explorado por redes nacionais.

A empresária Luíza Trajano, em entrevista a O Globo disse que “essa operação marcará a entrada do Magalu na região Norte do país, com a abertura de lojas no Estado do Pará, além de reforçar sua presença no Estado do Maranhão”.

Para Eduardo Terra, presidente da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), o Magazine Luiza foi o primeiro varejista do País que deu um significado diferente à loja física. “É uma empresa nacional, com mídia nacional e categorias que estão em crescimento”, afirma.

(Com informações do Informoney, O Estado de São Paulo e O Globo)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação