Maioria dos deputados pelo Maranhão vota a favor da PEC que dificulta prisão de parlamentares

0
458
Juscelino Filho, Edilázio Júnior, Hildo Rocha, Pastor Gil e João Marcelo votaram a favor da admissibilidade da PEC (foto montagem)

Texto terá de ser aprimorado antes de levado a votação final

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (24) a admissibilidade da Proposta de Emenda à Constituição 3/21, que restringe a prisão em flagrante de parlamentar somente se relacionada a crimes inafiançáveis listados na Constituição, como racismo e crimes hediondos. Dos 18 parlamentares pelo Maranhão, apenas cinco votaram contra.

No total, foram 304 votos a favor, 154 contra e duas abstenções. Como a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) ainda não foi instalada, a deputada foi designada relatora de Plenário em nome da comissão.

A decisão da Câmara veio depois da prisão em flagrante do deputado Sandro Silveira (PSL-RJ), por determinação do ministro do Supremo Alexandre de Moraes, depois de fazer críticas ofensivas aos membros da Suprema Corte e pregar a volta do regime ditatorial.

Confira como votou cada um dos deputados pelo Maranhão:

  • Aluisio Mendes (PSC-MA) – Sim
  • André Fufuca (PP-MA) – Sim
  • Bira do Pindaré (PSB) – Não
  • Cleber Verde (Republicanos) – Sim
  • Dr. Gonçalo (Republicanos) – Sim
  • Edilazio Junior (PSD) – Sim
  • Gastão Vieira (PROS) – Não
  • Gil Cutrim (PDT) – Sim
  • Hildo Rocha (MDB) – Sim
  • João Marcelo MDB) – Sim
  • Josimar Maranhãozinho (PL) – Sim
  • Josivaldo JP (PODE) – Não
  • Junior Lourenço (PL) – Sim
  • Juscelino Filho (DEM) – Sim
  • Marreca Filho (PATRIOTA) – Não
  • Pastor Gil (PL) – Sim
  • Pedro Lucas Fernandes (PTB) – Sim
  • Zé Carlos (PT) – Não
Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação