Mais de 2,8 mil postos de trabalho foram preservados no Maranhão no mês de junho

0
448

AQUILES EMIR

O Maranhão fechou o mês de junho com um saldo acima de 2,8 mil empregos preservados, segundo números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) nesta sexta-feira (20). O setor de Indústria de Transformação foi o que teve melhor desempenho, com mais de 2,2 mil postos de trabalho preservados, enquanto o comércio continua com o pior desempenho: -297.

Tiveram ainda resultados positivos, os setores de Serviços Industriais de Utilidade Pública (SIUP), Serviços e Agropecuária, enquanto, Extração Mineral, Construção Civil e Administração Pública se juntaram ao comercial com saldos negativos.

De acordo com os números, no mês passado houve 13.510 contratações contra 10.703 demissões, o que dá um saldo positivo de 2.807 empregos. Com este desempenho, o acumulado do primeiro semestre ficou 6.975 postos de trabalho preservados, resultado de 77.115 admissões e 70.140 demissões. Já nos 12 meses, o acumulado é de 11.233, já que houve 153.545 admissões e 142.312 demissões.

O desempenho de junho deste ano é inferior somente aos dos anos de 2008, 2010 e 2011, quando o Maranhão registrou saldos de 3.445, 4.702 e 4.683, respectivamente.

Veja no gráfico o desempenho da geração de empregos no estado em junho:

Extrativa Mineral -2
Indústria de Transformação 2.260
Serviços Industriais de Utilidade Pública – SIUP 15
Construção Civil -1
Comércio -297
Serviços 223
Administração Pública -51
Agropecuária 660
Total 2.807
Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação