Maranhão apresenta melhor modelo pedagógico entre vinte e dois estados

9

Estudo é do Instituto Sonho Grande e Natura

O modelo de ensino integral realizado no Maranhão segue com aproveitamento positivo, segundo pesquisa diagnóstica realizada pelos parceiros Instituto Sonho Grande e Instituto Natura. Com 70%, os Centros Educa Mais tiveram o melhor resultado de execução do modelo pedagógico dos 22 estados acompanhados pelo Instituto. Os resultados foram apresentados na quinta-feira (18), durante reunião com o vice-governador e secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.

A pesquisa envolveu 57 escolas, 850 professores e 5.069 estudantes. Dados da Pesquisa de Acompanhamento e Desenvolvimento do Integral (PADI) revelaram que os Centros Educa Mais estão em primeiro lugar em projeto de vida e acolhimento.

“Esses resultados revelam que o Governo do Estado tem realizado ações eficazes para que a educação integral do Maranhão continue avançando, principalmente no acompanhamento da política do modelo integral pela Supervisão dos Centros de Educação em Tempo Integral (Supceti), além do domínio técnico sobre o modelo pedagógico e de gestão. A ampliação do modelo integral no Maranhão é uma das prioridades do governo Carlos Brandão”, destacou Felipe Camarão.

A pesquisa mede a perspectiva da comunidade escolar – estudantes, professores e gestores – sobre a execução do modelo pedagógico, levando em consideração a gestão, execução e condições de operação do modelo, além da percepção da escola sobre os diversos atores e princípios do ensino integral.

Os dados da pesquisa também revelaram que a qualidade do modelo integral nos Centros Educa Mais é refletida nos resultados do Sistema Estadual de Avaliação do Maranhão (Seama) 2023. A proficiência média dos alunos da 3ª série do ensino médio de ensino integral em Matemática chega a 16 pontos a mais em comparação com a de alunos do ensino parcial. Em Língua Portuguesa, esse número aumenta para 21 pontos.

Foram consideradas apenas as escolas urbanas e propedêutica com 3ª série do ensino médio da Rede Estadual. As estimativas foram ponderadas pelo número de estudantes previstos na etapa avaliada. Em média, 86% dos estudantes das escolas regulares participaram da prova do Seama, comparado a 91% das escolas integrais.

Expansão Ensino – O Maranhão segue avançando com o modelo de escolas em Tempo Integral: em 2023, a rede estadual era composta por 57 Centros Educa Mais, escolas de tempo integral com propedêuticas focadas no ensino médio regular e presentes em 22 cidades do Maranhão. Em 2024, a rede estadual de ensino contará com 83 novos Centro Educa Mais, elevando o total para 136 unidades escolares – entre elas, 2 escolas quilombolas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui