Maranhão mantém média de vinte óbitos diários por covid-19 e falta de leitos volta ameaçar capital

0
783

AQUILES EMIR

O Maranhão manteve a média de vinte mortes diárias por coronavírus, nos primeiros seis dias de maio, de acordo com os números desta terça-feira (05) da Secretaria Estadual de Saúde (SES). De acordo com os números, foram 291 óbitos contra 271 de segunda-feira (04), 249 de domingo, 237 de sábado (02) e 224 de sexta-feira (1º).

Em nível nacional, o Brasil bateu novo recorde de novas mortes por covid-19 registradas em um dia: 600. Segundo atualização do Ministério da Saúde divulgada nesta terça-feira (05), o total subiu para 7.921. A marca representou um aumento de 8% em relação a segunda-feira (04), quando foram contabilizados 7.321 falecimentos. O índice de letalidade ficou em 6,9%.

No Maranhão o número de casos confirmados passou de 5 mil, sendo que destes 1.215 se recuperaram. No estado ainda há 8.288 casos suspeitos e 5.598 foram descartados. Confira os números:

Imagem

Com esses dados, voltou a preocupar a disponibilidade de vagas para tratar os infectados. Dos 161 leitos de UTI existentes na capital, 153, o que corresponde a 95,03%, estão ocupados, o que significa dizer que há apenas oito disponíveis. No interior dos estados, dos 81 leitos de UTI, 29 estão ocupados, o que corresponde a 35,80%, ou seja há disponibilidade de 52.

Quantos aos leitos clínicos, em São Luís, dos 351, 308 estão ocupados, havendo disponibilidade de 43, enquanto no interior, dos 168, 37 estão ocupados, isto é, disponibilidade de 131.

Brasil – O Brasil chegou a 114.715 pessoas infectadas. Nas últimas 24horas,  foram adicionadas às estatísticas mais 6.935 casos confirmados, incremento de 6% casos em relação a ontem, quando foram registradas 107.780 pessoas nessa condição. Após declínio estatísticas de novos casos em 24h no fim de semana, o número voltou a crescer e se aproximou do recorde de 7.218, registrado na quinta-feira (30/4).

De acordo com o Ministério da Saúde, deste total, 58.573 estão em acompanhamento (51,1%) e 48.221 (42%) já foram recuperados, deixando de apresentar os sintomas da doença. Ainda são investigadas 1.579 mortes.

O secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira, destacou que o número de mortes se refere aos óbitos registrados nessa data, e não significa que ocorreram nas últimas 24h, ou seja, abrange também óbitos em dias anteriores cuja investigação foi concluída e adicionada às estatísticas nas últimas 24h.

Confira dos dados por estado, onde os números do Maranhão estão desatualizados, com vinte óbitos a menos:

Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação