Maranhão não firma convênio com Anatel para bloqueio de celulares roubados

0
490

Desde março de 2016, quando a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) implantou o Cadastro Nacional de Estações Móveis Impedidas (Cemi), 23  Secretarias de Segurança estaduais e a do Distrito Federal assinaram o convênio com vista a impedir o uso de aparelhos dos telefones móveis perdidos, furtados ou robados. Os estados  que ainda não firmaram o termo de adesão ao Cadastro são Acre, Alagoas, Amapá, Maranhão e Pará.

Para que se tenha importância desse programa, nesta quinta-feira (25), a Anatel informou que, em dezembro de 2017, o Cemi registrou 9.259.697 de celulares bloqueados no país, um aumento de 1.604.875 ou 20,97% em relação a dezembro de 2016.

De acordo com a agência, Cemi mantém o registro dos aparelhos perdidos, furtados ou roubados que estão bloqueados. Em novembro de 2017 foram impedidos de funcionar 9.123.567 aparelhos. Um aumento de 136.130 bloqueios de novembro para dezembro de 2017.

Esse total de 9.259.697 de celulares bloqueados em dezembro de 2017 abrange os aparelhos impedidos por solicitação direta dos usuários às empresas e pelo registro de Boletim de Ocorrência junto às polícias dos governos dos estados e do Distrito Federal.

No Brasil, em dezembro de 2017, eram  9.079.189 celulares impedidos por solicitação direta de usuários, um aumento de 1.434.252 ou 18,76 % em relação a dezembro de 2016.

Segurança – As polícias estaduais e do Distrito Federal bloquearam 180.508 celulares no Cemi até dezembro de 2017. Nos últimos 12 meses, foram bloqueados 170.623 aparelhos, trabalho realizado em conjunto das empresas e a áreas de segurança dos estados.

O maior número de celulares bloqueados pelos órgãos de segurança foram nos estados de São Paulo, 116.967 aparelhos; Rio de Janeiro, com  27.785 bloqueios; e o Espírito Santo, com 10.179 terminais.

Desde março de 2016, quando começou a funcionar o sistema 23  Secretarias de Segurança dos estados e a do Distrito Federal já assinaram o convênio com a Anatel para inscrição no Cemi. Somente cinco estados  ainda não firmaram o termo de adesão ao Cadastro: Acre, Alagoas, Amapá, Maranhão e Pará.

Exterior – O sistema de bloqueio de celulares do Cemi é integrado à GSM Association, base internacional de aparelhos impedidos. Os celulares bloqueados por operadoras no exterior totalizaram 41.606.596 aparelhos no mês de dezembro de 2017. Um aumento de 5.408.361 celulares, o que equivale a um aumento de 14,94%, se comparado ao mesmo mês do ano anterior.

O Cemi é supervisionado pela Anatel, operacionalizado pela ABRTelecom e implementado pelas prestadoras da telefonia móvel.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação