Maranhão participa da COP27 a ser realizada no Egito, no período de 06 a 18 de novembro

21

Programas do governo serão apresentados no evento

O Maranhão está dando passos firmes para reduzir os impactos das mudanças climáticas no planeta e, assim, garantir melhor qualidade de vida aos maranhenses. Para fortalecer ainda mais essa meta, o estado participará, entre os dias 6 a 18 de novembro, no Egito, da 27ª edição da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP27), oportunidade na qual será apresentada uma agenda pelo desenvolvimento sustentável do Maranhão.

“A meta seria contribuir para a redução do desmatamento e a degradação ambiental na região Amazônica/Cerrado, bem como destinação ambientalmente correta dos resíduos, diminuição dos focos de queimadas criminosas em consonância com a educação ambiental”, destacou a secretária de Estado de Meio Ambiente, Raysa Maciel.

Representando o governador Carlos Brandão, Raysa integrará a comitiva que ainda contará com servidores da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Programas Estratégicos (SEDEPE), da Maranhão Parcerias (MAPA), e da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz).

Na oportunidade, a comitiva maranhense também buscará potencializar a captação de recursos e fortalecer as parcerias internacionais existentes e conseguir outras que possam contribuir com o crescimento econômico do estado, com as iniciativas de inclusão social e também com os trabalhos com foco na conservação ambiental.

Entre os programas de governo que serão apresentados na COP 27 estão o ‘Maranhão sem Queimadas’, ‘Maranhão Verde’, o ‘Agente Jovem Ambiental’ (Aja) e o de aproveitamento energético a partir de resíduos sólidos.

Lá também serão apresentados o programa de Licenciamento Inclusivo e programas da biodiversidade, como por exemplo o ‘Áreas Marinhas e Costeira Protegidas’ (GEF-Mar) e o Comunidades Tradicionais, Povos Indígenas e Áreas Protegidas nos biomas Amazônia e Cerrado (Copaibas).

Outras iniciativas executadas pelo Maranhão e que estão alinhadas com o evento: o REDD+, decreto recentemente assinado pelo governador Carlos Brandão que busca, por meio de ações contundentes, reduzir a emissões de gases de efeito estufa provenientes do desmatamento e da degradação florestal;

Race to zero, campanha que busca um futuro saudável, resiliente e com zero emissão de carbono e o de Cadeias Produtivas, ação de sustentabilidade e criação de valor para empreendimentos sustentáveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui