Maranhão recebe nesta quarta primeiras doses de vacinas bivalentes contra Covid

104

Até 20 de fevereiro, Maranhão 506 mil doses

O Governo do Maranhão tem dado continuidade às ações de imunização da população contra a Covid-19. O primeiro lote das vacinas bivalentes da Pfizer, que protegem contra a cepa original e a variante Ômicron, chegou ao estado, nesta quarta-feira (08), com o quantitativo de 32.400 doses.

Até o dia 20 de fevereiro, o Ministério da Saúde enviará ao Maranhão o total de 506 mil doses.

Depois da chegada dos três lotes da vacina, será realizada a distribuição aos 217 municípios maranhenses, que se dará por meio das Regionais de Saúde. De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Tiago Fernandes, a equipe já possui uma estratégia para a logística de envio.

“Assim que o Ministério da Saúde finalizar a entrega, nós faremos a distribuição via terrestre e via aérea para os municípios, para que automaticamente eles possam iniciar o processo de imunização da nossa população. Mas é importante deixar um aviso: só pode tomar a vacina bivalente quem tem o esquema básico completo, a primeira e a segunda dose”, explicou o secretário.

Conforme orientação do Ministério da Saúde, a imunização com as vacinas bivalentes será dividida em quatro fases. Vale ressaltar que ela só pode ser administrada após quatro meses de qualquer uma das outras doses.

Na primeira fase de imunização, os grupos serão vacinados na seguinte ordem: pessoas com 70 anos ou mais, moradores de instituições de longa permanência (ILP), imunocomprometidas, comunidades indígenas, ribeirinhas e quilombolas. Na segunda fase, serão vacinadas pessoas de 60 a 69 anos; na terceira, gestantes e puérperas; e na quarta, os profissionais da saúde.

Como a bivalente é destinada apenas para o público que tenha completado, ao menos, o esquema básico, o secretário Tiago Fernandes ainda reforçou a importância da vacina e a necessidade de as pessoas buscarem pelos pontos de vacinação.

“Estamos numa busca incansável por aquele cidadão que ainda não tomou sua vacina, é importante que a pessoa se imunize. O abrandamento da Covid-19 em todas as faixas etárias decorre, em especial, pelo processo de ampliação da cobertura vacinal. A vacina é o caminho mais eficaz para que a gente possa atenuar ainda mais o cenário da Covid-19”, destacou Tiago.

Imunização – Para aqueles que ainda precisam atualizar o esquema vacinal da Covid-19, a vacinação na rede estadual, em São Luís, está disponível nas Policlínicas Vinhais e Cidade Operária, além dos postos municipais de vacinação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui