Maranhao registra um dos mais baixos números de financiamentos empresariais pela Sudam

0
182

Encontro na Fiema debate incentivos para desenvolvimento da Amazônia Legal

A  Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) realizou, na manhã desta sexta-feira (17), na Casa da Indústria, sede da Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema), em São Luís, o evento “Sudam nos Estados – Diálogos com quem promove o desenvolvimento regional na Amazônia Legal”. O objetivo do encontro foi debater a participação de empresas maranhenses nos financiamentos do órgão.

Nos últimos anos, menos de dez empresas maranhenses apresentaram projetos de incentivos fiscais a Sudam e apenas 24 projetos foram aprovados desde 2015 para obter recursos junto ao FDA.

Além do diretor de gestão de Fundos, de incentivos  e de atração de investimentos, Róger Araújo Castro, representaram a autarquia, Minoru SasaKi e Túlio Barata.

Orgão de planejamento e desenvolvimento regional,  Sudam atua nos nove estados da Amazônia Legal (Maranhão, Pará, Amapá, Roraima, Rondônia, Acre, Amazonas, MatoGrosso e Tocantins), onde busca, com essas visitas, coletar subsídios para propor medidas que facilitem o acesso dos estados, municípios, setores produtivos e outros atores aos recursos federais, por meio dos instrumentos de ação da Superintendência.

Além disso, os dados vão subsidiar a elaboração das Diretrizes e Prioridades do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte-FNO, do Fundo de Desenvolvimento da Amazônia-FDA e outras ferramentas da Sudam para fomentar o desenvolvimento includente e sustentável das localidades, destacou Róger Araújo Castro.

Os incentivos fiscais (benefícios tributários como isenção de impostos a empresas instaladas na Amazônia), ferramenta que gera emprego e renda, foram o foco das discussões. Os gestores da Sudam destacaram que já existem medidas conjuntas com a CNI para que se faça um trabalho junto às federações de indústria para melhorar a performance dos incentivos, alcançando mais beneficiários.

Na oportunidade, o vice-presidente executivo da Fiema, Luiz Fernando Renner, destacou que percebe uma mudança de paradigma da autarquia ao apresentar que qualquer empresário pode acessar e preencher os formulários na plataforma online, o que facilita esse instrumento de ação para fomentar o desenvolvimento.

“Nós da Fiema, assim como a Sudam, trabalhamos para fomentar o desenvolvimento do Maranhão e estamos abertos a essa pauta. É um momento excelente de aproximação para que possamos estudar e trocar experiências para melhorar a presença do Maranhão nesses projetos e, principalmente, desenvolver as ações da Sudam e cujo principal objetivo é promover a redução das desigualdades regionais através da geração de emprego e renda, do crescimento econômico, da qualidade de vida e da internalização da riqueza regional”,  finalizou Renner.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação