Maranhão responde com 15,2% das vendas de imóveis por consórcios

0
608

Mais de 60 mil pessoas foram contempladas e tiveram a oportunidade de adquirir um imóvel por meio de consórcio entre janeiro e outubro do ano passado, o que representa um aumento de 32,4% no número de pessoas que concretizaram o sonho da casa própria por esta modalidade.

Segundo a Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (Abac), cerca de 20% desses imóveis foram financiados no Nordeste, onde a Bahia tem o maior volume de adesão, com 27,8%, seguido por Ceará (20%), Pernambuco (19,5%), Paraíba (18,6%), Rio Grande do Norte (16,2%), Maranhão (15,2%), Alagoas (12,6%), Piauí (10,9%) e Sergipe (10,3%).

Segundo a Abac, a adesão dos brasileiros por essa modalidade se dá também por parte de quem tenciona comprar uma ​ casa de praia ou campo ou até mesmo, imóveis para a abertura de um negócio próprio ou para locação. Os contemplados nos dez primeiros meses de 2017 somam ​​60,05 mil pessoas​. Além disso, a entidade estima que o potencial de participação dessa modalidade de venda chega ao índice de 29,1%. Isso significa dizer que um a cada três imóveis financiados no país pelo Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo e o Sistema de Consórcios (SBPE) foi adquirido por meio de consórcio.

“O Sistema de Consórcio é um método de aquisição planejada de bens que viabiliza a compra do apartamento ou casa própria, bem como imóveis para veraneio, aluguel ou instalação de negócios de forma bastante facilitada, com planos flexíveis e sem o ônus dos juros do financiamento bancário. Cada vez mais o consumidor tem se informado e comprovado as vantagens desse método para compra de imóvel”, destaca Rogério Pereira, diretor comercial do Embracon.

Resultado de imagem para consórcio

Crescimento – De janeiro a outubro de 2017, foram comercializadas 231,7 mil novas cotas de consórcios de imóveis, o que representa um aumento de 32,4% em relação às 175 mil novas cotas vendidas no período de janeiro a outubro de 2016. Já o volume de créditos comercializados apresentou um crescimento de 53,2% e passou de R$ 20,49 bilhões no período de janeiro a outubro de 2016 para R$ 31,39 bilhões no mesmo período deste ano.

Nesse período, o Sistema de Consórcios disponibilizou R$ 6,02 bilhões em créditos para aquisição de imóveis. Além disso, 2.809 trabalhadores participantes do consórcio de imóveis utilizaram o saldo total ou parcial de suas contas do FGTS como lance ou complemento na aquisição de imóvel pronto ou em construção, amortização de saldo devedor, abatimento de parte de prestação ou liquidação de saldo devedor, o que ocasionou uma movimentação da ordem de R$ 112,722 milhões.

Participação – Por região, a maior média está na Região Sul, com 36,9%, seguido pelo Sudeste (29,2%), Centro-Oeste (23,3%), Nordeste (19,7%) e Norte (19,2%) no terceiro trimestre de 2017. Já no âmbito Estadual, o Paraná apresenta maior representatividade, com 43%, seguido do Rio Grande do Sul (35,6%), São Paulo e Minas Gerais empatados (30,7%), Santa Catarina (29,1%), Mato Grosso do Sul (28,7%) e Bahia (27,8%).

“A busca por um método seguro, confiável e acessível que viabilize a realização do sonho da casa própria tem contribuído para aumentar cada vez mais o número de consorciados na Região Nordeste do País. Esse é um método bastante acessível, já que não há os altos juros do financiamento bancário. Além disso, o sistema tem outras vantagens, como a flexibilidade e diversidade de planos, que podem atendem a diferentes perfis de consumidores”, afirma Carlos Henrique, diretor do Embracon na região Nordeste.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação