Maranhão tem este ano 181 candidatos a menos que em 2014

0
658

AQUILES EMIR

No dia 07 de outubro, 714 candidatos a governador, vice-governador, senadores (titulares e suplentes) e deputados (estaduais e federais) vão estar submetendo seus nomes à apreciação de 4,5 milhões de eleitores no Maranhão. Além destes, estarão com seus nomes na urna eletrônica, a espera de um toque para possibilitar sua chegada ao Palácio do Planalto, 13 candidatos a presidente da República.

Disputam cargo majoritário de governador, Flávio Dino (PCdoB), Maura Jorge (PSL), Ramon Zapata (PSTU), Roseana Sarney (MDB), Roberto Rocha (PSDB) e Odívio Neto (PSOL). A disputa pelo Senado tem como candidatos, Alexandre Almeida (PSDB), Edison Lobão (MDB), Eliziane Gama (PPS), Iego Castro (PCB), José Reinaldo (PSDB), Preta Lu (PSTU), Samoel Campelo (PSL), Sarney Filho (PV), Saulo Arcangeli (PSTU), Saulo Pinto (PSOL) e Weverton Rocha (PDT).

O que chama atenção nessa quantidade de pretendentes a um cargo eletivo é que houve, na comparação com a eleição passada, uma diminuição de 20,2% de concorrentes, ou seja, 181 candidatos a menos. A diferença poderia ser maior não fosse o fato de na eleição deste ano estarem sendo disputadas duas cadeiras no Senado, enquanto em 2014 foi apenas uma.

A redução poderia estar relacionada  ao fato de muitas pessoas terem abandonado seus projetos de entrar na vida pública diante das recentes e fortes denúncias que afetam governantes e legisladores, o que leva uma boa parcela da sociedade a associar todos os pretendentes e/ou ocupantes de cargos públicos a corrupção.

Há quem entenda também que os rigores da legislação eleitoral fez com que muitos recuassem, porque há impedimentos de doação, limites para campanha de rua e o dinheiro do Fundo Eleitoral, administrado pelos partidos, pode ser direcionado àqueles que mais interessam aos dirigentes da legenda. Tudo isto diminui a vantagem de quem não tem mandato ou nem ocupou função pública que lhe desse mais visibilidade.

Flávio Dino, Roseana Sarney, Roberto Rocha, Maura Jorge, Ramon Zapata e Odídvo Neto disputam o Governo do Estado

Variação – Caso seja feita uma comparação, porém, com a eleição de 2010, haverá uma constatação de um aumento de 68 candidatos, pois há oito anos foram 646 concorrentes e em 2006, foram 563, ou seja, a queda se dá apenas do pleito passado para este.

De acordo com os números disponíveis no Divulgacand, site do TSE que reúne todas as informações sobre eleições, dos 714 candidatos inscritos na eleição deste ano, 06 disputam o Governo do Estado, 06 o de vice-governador, 11 o Senado (duas vagas), 22 de suplentes de senador (dois para cada titular), 197 de deputado federal e 472 de deputado estadual.

Na eleição anterior, foram 06 candidatos a governador, 06 a vice-governador, 07 a senador, 13 a suplentes de senador, 275 a deputado federal e 588 de deputado estadual. A redução mais acentuada se dá entre os pretendentes a cargos na Câmara Federal, 28,3%, enquanto para a Assembleia Legislativa houve uma variação de 19,8%. Já com relação aos candidatos ao Senado, houve um aumento de 57,1%.

Número de candidatos na eleição de 2014 e de 2018:

CARGO 2017 2018 DIFERENÇA VARIAÇÃO
Governador

06

06

Vice-governador

06

06

Senador

07

11 4

57%

Suplente de senador

13

22 9

69,2%

Deputado federal

275

197 78

-28,3%

Deputado estadual

588

472 116

-19,8%

TOTAL

895

714 181

-20,2%

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação