Apenas 108 linhas de telefonia fixa foram contratadas no Maranhão em 2017

0
806

De dezembro de 2016 a dezembro de 2017, apenas 108 linhas de telefonia fixa foram contratadas no Maranhão. É o que revela pesquisa da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), divulgada nesta sexta-feira (02). De acordo com os números, no encerramento de 2016 havia no estado 104.351 linhas em operações, e o ano passado fechou com 104.459.

Em nível nacional, de acordo com a a Agência, o serviço de telefonia fixa registrou em 2017 um total de 40,8 milhões de linhas em operação. Na comparação com 2016, houve redução de 1,2 milhão de linhas no país (-2,96%).

Em dezembro de 2017, as empresas autorizadas do serviço de telefonia fixa registraram 17,1 milhões de linhas fixas e as concessionárias 23,6 milhões de linhas. No ano, as autorizadas perderam 134,7 mil linhas (-0,11%) e as concessionárias apresentaram queda de 1,1 milhão de unidades (-4,48 %). Na comparação com novembro do ano passado, as autorizadas tiveram redução de 19,2 mil linhas (-0,11%) e as concessionárias de 118,2 mil (-0,50%).

Grupos – Em 2017, a Algar Telecom liderou o crescimento entre as autorizadas da telefonia fixa com aumento de 85,8 mil linhas (+34,47%), seguida da Vivo, com 11,6 mil (+0,24%), e da Oi, com 3,3 mil (+2,06%). A maiores reduções ocorreram na Claro, queda de 249,2 mil (-2,24%), na Tim, menos 9,6 mil (-1,4%), e na Cabo, menos 0,4 mil (-1,04%).

Dentre as concessionárias, em dezembro do ano passado quando comparado ao mesmo mês de 2016, apresentaram crescimento: a Algar com 22,5 mil unidades (+3,07%) e a Claro com 0,1 mil (+7,06%). As maiores reduções foram registradas na Oi com 837,3 mil linhas a menos (-5,91%) e na Vivo, com menos 291,4 mil (-3,01%).

Entre as autorizadas, na comparação de dezembro de 2017 com novembro do mesmo ano, a Algar apresentou o maior aumento de linhas fixas em operação, com 8,4 mil unidades (+ 2,58 %), seguida pela Tim, com 2,4 mil (+0,35%). As maiores reduções ocorreram na Claro, menos 12,8 mil linhas (-0,12%) e na Oi, redução de 12,5 mil (-7,15%).

Entre as concessionárias da telefonia fixa, a Algar foi a única que apresentou crescimento, com 1,6 mil novas linhas fixas (+ 0,21%). A Oi registrou a maior redução, menos de 80,5 mil linhas (-0,60%), seguida da Vivo, com menos 38,5 mil (0,41%), e da Sercomtel, com menos 0,8 mil (-0,43%).

Estados – Os estados que mais perderam linhas de telefonia fixa no ano passado foram São Paulo, redução de 412,0 mil linhas (-2,61%) ; Rio de Janeiro, perda de 330,9 mil (-6,46%), e Minas Gerais, menos 109,3 mil (-2,74%).

Apenas três estados apresentaram crescimento, Santa Catarina, com 20,4 mil linhas fixas (+1,22%); Paraná, aumento de 7,8 mil (+0,27%), e Acre, com mais 0,2 mil linhas (+0,24%).

Veja a variação de novas linhas de novembro para dezembro de 2017:

UF2017-112017-12quantidadeporcentagem
AC27.33327.374410,15%
AL120.550120.468-82-0,07%
AM169.810165.390-4.420-2,60%
AP9.9709.869-101-1,01%
BA580.721580.815940,02%
CE332.761331.682-1.079-0,32%
DF615.359631.86916.5102,68%
ES412.176412.2771010,02%
GO475.891476.3965050,11%
MA104.444104.459150,01%
MG1.418.1641.395.437-22.727-1,60%
MS199.161199.4973360,17%
MT155.952156.026740,05%
PA198.694198.618-76-0,04%
PB168.285168.304190,01%
PE447.952447.476-476-0,11%
PI52.53652.7912550,49%
PR1.562.1181.575.23113.1130,84%
RJ2.065.3102.059.344-5.966-0,29%
RN126.843126.128-715-0,56%
RO17.41617.8063902,24%
RR6.3216.283-38-0,60%
RS1.217.0921.217.159670,01%
SC740.005743.0143.0090,41%
SE94.47194.102-369-0,39%
SP5.799.4485.781.889-17.559-0,30%
TO19.57419.503-71-0,36%
TOTAL17.138.35717.119.207-19.150-0,11%

 

Veja a variação de novas linhas de dezembro de 2016 a dezembro de 2017:

UF2016-122017-12quantidadeporcentagem
AC26.78727.3745872,19%
AL122.614120.468-2.146-1,75%
AM181.516165.390-16.126-8,88%
AP11.7659.869-1.896-16,12%
BA598.850580.815-18.035-3,01%
CE334.687331.682-3.005-0,90%
DF617.508631.86914.3612,33%
ES416.909412.277-4.632-1,11%
GO465.484476.39610.9122,34%
MA104.351104.4591080,10%
MG1.390.7901.395.4374.6470,33%
MS193.184199.4976.3133,27%
MT153.940156.0262.0861,36%
PA200.177198.618-1.559-0,78%
PB166.292168.3042.0121,21%
PE461.435447.476-13.959-3,03%
PI51.29052.7911.5012,93%
PR1.535.0261.575.23140.2052,62%
RJ2.163.8352.059.344-104.491-4,83%
RN135.114126.128-8.986-6,65%
RO15.56017.8062.24614,43%
RR6.7466.283-463-6,86%
RS1.192.7061.217.15924.4532,05%
SC686.940743.01456.0748,16%
SE94.93294.102-830-0,87%
SP5.906.1565.781.889-124.267-2,10%
TO19.31219.5031910,99%
TOTAL17.253.90617.119.207-134.699-0,78%
Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação